James Cameron diz não querer repetir erros de "Matrix" nos próximos "Avatar"

Diretor vai filmar segunda e terceira parte da franquia simultamente; um quarto longa-metragem não está descartado

iG São Paulo com EFE |

Getty Images
James Cameron: ecossistema alienígena de "Avatar" terá relação com problemas da Terra

O diretor canadense James Cameron confirmou que filmará ao mesmo tempo a segunda e a terceira parte de "Avatar", o filme de maior arrecadação na história, e deixou as portas abertas para realizar um quarto longa-metragem da franquia.

Cameron disse à MTV norte-americana que a sequencia se concentraria "nas primeiras expedições ao planeta Pandora, o que ocorreu entre os humanos e os Na'vi e a vida do explorador nesse mundo". Segundo ele, os roteiros dos dois próximos filmes estão sendo escritos e devem ser concluídos até o fim do ano.

Siga o iG Cultura no Twitter

"Estou escrevendo ambos os filmes como histórias separadas, mas que possuem em comum um contexto geral do primeiro filme", disse o diretor ao jornal Los Angeles Times. "Não quero sofrer dos mesmos problemas de 'Matrix 2', que tem um final do tipo, 'Que diabos é isso?'. Temos que dar um final, deve haver uma conclusão, mas também uma sensação de que a jornada vai continuar, e isso é uma linha tênue."

Cameron espera entrar em fase de pré-produção em janeiro de 2013, com a estreia da primeira sequência prevista para 2015. Um quarto filme ainda não tem o sinal verde, mas poderia acontecer "dentro de alguns anos".

Leia também:  James Cameron fala sobre produção de "Titanic"; assista

"Estamos criando um ecossistema aquático para Pandora, que tem a ver com minhas preocupações em relação à conservação dos oceanos da Terra", comentou. "A mudança climática, a pesca excessiva e o aumento da temperatura vão fazer com que os corais desapareçam. Essas imagens tão preciosas não existirão em 50 anos se forem mantidos os níveis atuais de gases que provocam o efeito estufa."

Lançado em 2009, o primeiro "Avatar" leva o espectador para o ano de 2154, no planeta Pandora, um lugar onde existe um mineral capaz de acabar com a escassez energética na Terra e onde os seres chamados Na'vi e os humanos se enfrentam em uma disputa territorial. O filme arrecadou US$ 2,7 bilhões (R$ 5,4 bilhões) nas bilheterias mundiais.

Leia também:  "3D em casa vai demorar a pegar", afirma James Cameron

    Leia tudo sobre: james cameronavatar

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG