15 road movies emblemáticos

Conheça os principais filmes que marcaram o gênero, que ganha seu novo representante com a estreia de "Na Estrada"

iG São Paulo |

O iG aproveita a estreia de "Na Estrada" , filme de Walter Salles baseado no romance "On the Road" ("Pé na Estrada"), de Jack Kerouac, para compilar 15 road movies emblemáticos.

O gênero road movie, ou "filme de estrada", é caracterizado por uma história que se desenvolve durante uma viagem. É comum que nesse processo os personagens envolvidos passem por mudanças, ocasionadas por situações surgidas no caminho que os separam de seu objetivo final.

Em "Na Estrada" acompanhamos as memórias do escritor iniciante Sal Paradise (Sam Riley), que descreve o período em que cruzou os EUA acompanhado do amigo Dean Moriarty (Garrett Hedlund). A jornada retrata a procura de liberdade e experimentação que caracterizou a geração beat.

"Sem Destino" (1969)

Um dos mais cultuados road movies, "Sem Destino" surgiu da parceria entre os atores Peter Fonda e Dennis Hopper, que além de estrelar o filme, dividiram sua produção e direção, respectivamente.

A história acompanha dois motociclistas que viajam pelos EUA em busca de liberdade pessoal. O longa é considerado um marco na filmografia de contracultura, explorando as tensões da América dos anos 1960.

Divulgação
Susan Sarandon e Geena Davis em "Thelma & Louise"

"Thelma & Louise" (1991)

Estrelado por Geena Davis (Thelma) e Susan Sarandon (Louise), o filme de Ridley Scott mostra como uma viagem de fim de semana pode se transformar num pesadelo.

Siga o iG Cultura no Twitter

Assim que deixam sua cidade num Ford Thunderbird 1966, as amigas são obrigadas a cometer um crime e, a partir disso, enfrentar uma série de problemas. Sem possibilidade de redenção, a dupla opta por fugir das autoridades até as últimas consequências.

"E Sua Mãe Também" (2001)

Dirigido por Alfonso Cuarón, o road movie mexicano "E Sua Mãe Também" retrata a viagem dos amigos Júlio (Gael García Bernal) e Tenoch (Diego Luna) até a praia Boca del Cielo. Junto deles vai Luisa (Maribel Verdú), esposa espanhola do primo de Tenoch e interesse romântico da dupla.

Na viagem, além de compartilhar suas experiências sexuais, os personagens se envolvem num triângulo amoroso, em que ciúmes e traições são reveladas.

Leia também: O cinema de espionagem em dez filmes marcantes

Divulgação
Cena de "Pequena Miss Sunshine"

"Pequena Miss Sunshine" (2006)

Indicado ao Oscar de melhor filme, esse road movie é protagonizado por uma família disfuncional que se une para que a caçula participe do concurso "A Pequena Miss Sunshine".

A cada passagem os personagens apresentam suas peculiaridades ao expectador, como o tio homossexual que acabara de tentar suicídio, o avô viciado em drogas e o irmão mais velho que fez um "voto de silêncio" para conseguir entrar na Força Aérea.

"Priscilla, a Rainha do Deserto" (1994)

A produção australiana "Priscilla, a Rainha do Deserto" narra as aventuras de duas drag queens e uma transexual, que precisam cruzar o deserto do país para se apresentar no resort de Alice Springs.

A trupe, que viaja a bordo do ônibus Priscilla, descobre no decorrer da trama que a esposa de um deles, Anthony (Hugo Weaving), foi quem os contratou, e que em seu destino final a drag terá que confrontar seu filho.

Leia também: Conheça os 10 filmes mais caros da história

Divulgação
Giulietta Masina em "Estrada da Vida"

"Estrada da Vida" (1954)

Dirigido por Federico Fellini, o drama italiano "Estrada da Vida" retrata a Itália do pós-guerra pelos olhos de Gelsomina (Giulietta Masina), moça humilde e ingênua que acaba vendida pela própria mãe.

Nas mãos do rude Zampanò (Anthony Quinn), ela passa a viajar fazendo apresentações em diversos locais do país, em que encontra decadência e miséria. Nas viagens ela passa a admirar o equilibrista conhecido como "O Louco" (Richard Basehart), antagonista de seu proprietário.

"Bye Bye Brasil" (1979)

Segunda maior bilheteria entre filmes brasileiros, "Bye Bye Brasil" conta a história de três artistas mambembes que se apresentam pelo interior do país na Caravana Rolidei. Seus espetáculos são focados nas populações humildes que ainda não possuem televisão.

Na sua viagem, Salomé (Betty Faria), Lorde Cigano (José Wilker) e Andorinha acabam levando consigo o sanfoneiro Ciço (Fábio Júnior) e sua esposa, Dasdô (Zaira Zambelli). Juntos eles cruzam a rodovia Transamazônica até Altamira.

Suspense no cinema: 32 anos sem Alfred Hitchcock

Divulgação
Juliette Lewis em "Assassinos por Natureza"

"Assassinos por Natureza" (1994)

Com roteiro de Quentin Tarantino e direção de Oliver Stone, "Assassinos por Natureza" mostra o casal Mickey Knox (Woody Harrelson) e Mallory Knox (Juliette Lewis) em uma jornada de violência pelas estradas dos EUA.

Após matar dezenas de pessoas em suas paradas, a dupla vira atração da mídia sensacionalista e acaba parando na televisão. O filme usa de extrema violência para criticar a sociedade contemporânea.

"Central do Brasil" (1998)

Indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro, o longa de Walter Salles mostra a jornada de
Dora (Fernanda Montenegro), uma mulher que trabalha na estação Central do Brasil escrevendo cartas para analfabetos, para ajudar Josué (Vinícius de Oliveira), garoto que perde a mãe e precisa voltar para o Nordeste.

Na viagem dos dois o público entra em contato com a realidade dos migrantes, pessoas que enfrentam as mais diversas dificuldades ao buscar melhor qualidade de vida ou tentar reaver parentes deixados para trás.

"Aconteceu Naquela Noite" (1934)

O road movie romântico de Frank Capra acompanha a fuga da jovem Ellie Andrews (Claudette Colbert), filha de um milionário que sai de casa quando o pai a proíbe de casar com seu namorado.

Nesse processo a moça acaba trombando com Peter Warne (Clark Gable), um jornalista charmoso que acaba mexendo com os sentimentos de Ellie. "Aconteceu Naquela Noite" foi a primeira produção a conquistar as cinco categorias mais importantes do Oscar: filme, diretor, ator, atriz e roteiro.

Leia também:  Cinco filmes para quem tem estômago forte

Divulgação
A dupla de "Cinema, Aspirinas e Urubus"

"Cinema, Aspirinas e Urubus" (2005)

Ambientado no Nordeste brasileiro, em 1942, o road movie mostra como o alemão Johann (Peter Ketnath) escapou da Segunda Guerra Mundial e passou a vender aspirinas pelo interior do Brasil.

Acompanhado do nordestino Ranulpho (João Miguel), que tem como plano ir ao Rio de Janeiro para melhorar de vida, ele descobre um novo rumo em sua vida. "Cinema, Aspirinas e Urubus" ganhou o prêmio de melhor filme na 29ª Mostra Internacional de São Paulo.

"Profissão: Repórter" (1975)

Dirigido por Michelangelo Antonioni, "Profissão: Repórter" mostra como David Locke (Jack Nicholson), um descontente jornalista a trabalho na África, aproveita a morte de um homem parecido com ele para trocar de identidade.

O problema é que, ao seguir a agenda do morto, ele acaba sendo levado a uma viagem em que é tomado como contrabandista de armas. Para continuar vivo ele precisa escapar de seus perseguidores e antigos amigos, que acreditam que ele está morto.

"Uma História Real" (1999)

Road movie dirigido por David Lynch, "Uma História Real" mostra a jornada de Alvin Straigt (Richard Farnsworth), um idoso que cruza o coração dos EUA para visitar seu irmão. Como não possui habilitação para dirigir, o idoso utiliza um pequeno trator para fazer a travessia.

O filme mostra de forma lírica a viagem de Alvin, considerada por aqueles que o conheceram como uma história de superação.

Leia também: Dez filmes emblemáticos sobre boxe

Divulgação
Rodrigo de La Serna e Gael García Bernal em "Diários de Motocicleta"

"Diários de Motocicleta" (2004)

Em "Diários de Motocicleta" o expectador acompanha a viagem que Che Guevara (Gael García Bernal) fez em sua juventude ao lado do amigo Alberto Granado (Rodrigo de La Serna). A dupla cruzou a América do Sul em uma moto e, posteriormente, caminhando e pedindo caronas.

É nesta jornada que o futuro guerrilheiro passa a questionar o progresso econômico, observando uma colônia de leprosos no Peru. O longa é dirigido pro Walter Salles, mesmo de "Central do Brasil" e "Na Estrada".

"Morangos Silvestres" (1957)

Escrito e dirigido pelo sueco Ingmar Bergman, o road movie conta como o professor de medicina Isak Borg (Victor Sjöström) foi de Estocolmo a Lund para receber uma homenagem da Universidade pelos seus 50 anos de carreira.

No caminho Isak relembra os principais momentos de sua vida enquanto cruza com desconhecidos que, invariavelmente, o fazem refletir sobre a própria história.

    Leia tudo sobre: road moviesestradascinema

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG