Ernest Borgnine morre nos EUA aos 95 anos

Ganhador do Oscar em 1955 por "Marty", ator estava internado em hospital de Los Angeles

iG São Paulo com agências | - Atualizada às

O ator norte-americano Ernest Borgnine, ganhador do Oscar de melhor ator por "Marty" (1955), morreu aos 95 anos em Los Angeles, neste domingo (08). De acordo com sua agente, Lynda Bensky, a morte de Borgnine, um dos rostos mais conhecidos do entretenimento nos Estados Unidos, ocorreu devido a problemas nos rins.

"É um dia muito triste", declarou Bensky. "A indústria perdeu um dos grandes, alguém cujo calibre nunca voltaremos a ver. Um verdadeiro ícone."

Borgnine estava internado no hospital Cedars Sinai, em Los Angeles, acompanhado da mulher, Tova Borgnine (seu quinto casamento) e pela família.

Siga o iG Cultura no Twitter

Nascido dia 24 de janeiro de 1917 no estado de Connecticut, Borgnine começou a ter aulas de atuação após ter se alistado na Marinha durante a Segunda Guerra Mundial.

Ficou conhecido por seus impagáveis vilões. No papel do sargento Fatso, bateu em Frank Sinatra em "A Um Passo da Eternidade" (1953); ameaçou Spencer Tracy em "Conspiração do Silêncio" (55) e fez todo mundo rir na comédia de TV "McHale's Navy".

Como o querido açougueiro da comédia romântica "Marty", levou o Oscar de melhor ator – no total, o filme ganhou quatro prêmios da Academia de Hollywood. Outros de seus trabalhos emblemáticos foram "Os Doze Condenados" (67) e o faroeste "Meu Ódio Será Tua Herança" (69).

No total, Borgnine tem mais de 200 créditos em programas de TV e no cinema. Foi indicado ao Emmy em 2009 por uma participação especial na série "Plantão Médico" e ganhou um prêmio pelo conjunto da obra do Sindicato dos Atores no início de 2011.

Relembre a filmografia de Ernest Borgnine no Cinefis

Um de seus últimos trabalhos foi como dublador no desenho animado "Bob Esponja", do qual participou entre 1999 e 2011.

Em uma entrevista concedida à AFP em 2007, Borgnine recomendou aos jovens aspirantes da profissão: "Consigam um trabalho de verdade antes de tentar seguir uma carreira de ator. Aprendam sobre a vida e depois aprendam sobre seu ofício. E não usem óculos escuros na tela para parecerem legais. Os olhos são o melhor recurso de um ator."

* com AFP e EFE

    Leia tudo sobre: ernest borgninemortecinema

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG