Diretora e roteirista Nora Ephron morre aos 71 anos

Indicada três vezes ao Oscar de roteiro original, autora de "Harry e Sally", "Sintonia de Amor" e "Mensagem para Você" sofria de câncer

iG São Paulo | - Atualizada às

Getty Images
A diretora e roteirista Nora Ephron

A diretora e roteirista norte-americana Nora Ephron morreu nesta terça-feira (26), aos 71 anos, em Nova York. Ela sofria de câncer (leucemia) e sucumbiu a uma pneumonia.

Ephron ficou conhecida principalmente por comédias românticas que escreveu para o cinema. Foi indicada três vezes ao Oscar de melhor roteiro original: por "Silkwood - O Retrato de uma Coragem" (1983), "Harry e Sally - Feitos um Para o Outro" (1989) e "Sintonia de Amor" (1993).

Siga o iG Cultura no Twitter

Ephron começou sua carreira nos anos 1960 como jornalista do New York Post. Nessa época, suas matérias fizeram parte do movimento conhecido por "New Journalism", em que o autor utiliza técnicas da ficção para narrar fatos reais.

Na década de 1970 ela reescreveu o roteiro de "Todos os Homens do Presidente" a pedido do marido, o jornalista Carl Bernstein. O roteiro não foi utilizado na versão final do filme, mas rendeu a ela seu primeiro convite para trabalhar com roteiros para a televisão.

Leia também:  As dez melhores comédias românticas do cinema

O sucesso no cinema surgiu com "Harry e Sally - Feitos um Para o Outro", no quel seu roteiro foi dirigido por Rob Reiner e estrelado por Billy Crystal e Meg Ryan. Em seu primeiro sucesso como diretora, Sintonia de Amor", Ephron escalou Meg Ryan e Tom Hanks nos papeis principais.

O filme sedimentou a carreira de Ephron como autoridade em comédias românticas. Posteriormente, ela assinou os sucessos "Michael - Anjo e Sedutor" (1996), com John Travolta, e "Mensagem Para Você" (1998), repetindo a parceria com Ryan e Hanks.

Seu último trabalho como diretora e roteirista foi "Julie & Julia", filme de 2009 estrelado por Meryl Streep e Amy Adams. Ephron vivia em Nova York com seu terceiro marido, o também roteirista Nicholas Pileggi.

Garganta Profunda

Por muitos anos o nome de Nora Ephron esteve relacionado às possíveis identidades reais do Garganta Profunda, informante que entregou aos aos jornalistas do Washington Post dados que terminaram com a queda do presidente norte-americano Richard Nixon em 1974.

O nome de Ephron entrou na lista depois que o jornalista Carl Bernstein, então marido, disse que a fonte era "um amigo". Trinta anos mais tarde foi revelado que o informante era Mark Felt, diretor do FBI.

Veja a filmografia de Nora Ephron.

"Silkwood - O Retrato de uma Coragem" (1983) - roteirista
"A Difícil Arte de Amar" (1986) - roteirista
"Harry e Sally - Feitos um Para o Outro" (1989) - roteirista e produtora
"Cookie" (1989) - roteirista e produtora executiva
"Meu Pequeno Paraíso" (1990) - roteirista e produtora executiva
"Minha Vida" (1993) - roteirista e diretora
"Sintonia de Amor" (1993) - roteirista e diretora
"Um Dia de Louco" (1994) - roteirista e diretora
"Michael - Anjo e Sedutor" (1996) - roteirista, diretora e produtora
"Só Para Mulheres" (1998) - produtora executiva
"Mensagem Para Você" (1998) - roteirista, diretora e produtora
"Linhas Cruzadas" (2000) - roteirista e produtora
"Bilhete Premiado" (2000) - diretora e produtora
"A Feiticeira" (2005) - roteirista, diretora e produtora
"Julie & Julia" (2009) - roteirista, diretora e produtora

    Leia tudo sobre: Nora Ephroncinemacomédia românticahollywoodmeg ryan

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG