O presidente da Venezuela Hugo Chávez está se adaptando lentamente ao Twitter, com apenas uma mensagem enviada até agora, mas nesta quinta-feira falou de sua surpresa com o sucesso de sua estreia na rede social e as possibilidades que comunicação que ela oferece." /

O presidente da Venezuela Hugo Chávez está se adaptando lentamente ao Twitter, com apenas uma mensagem enviada até agora, mas nesta quinta-feira falou de sua surpresa com o sucesso de sua estreia na rede social e as possibilidades que comunicação que ela oferece." /

Chávez se surpreende com seu sucesso no Twitter

O presidente da Venezuela Hugo Chávez está se adaptando lentamente ao Twitter, com apenas uma mensagem enviada até agora, mas nesta quinta-feira falou de sua surpresa com o sucesso de sua estreia na rede social e as possibilidades que comunicação que ela oferece.

AFP |

O presidente da Venezuela Hugo Chávez está se adaptando lentamente ao Twitter, com apenas uma mensagem enviada até agora, mas nesta quinta-feira falou de sua surpresa com o sucesso de sua estreia na rede social e as possibilidades que comunicação que ela oferece.

"Olá, meus queridos 'Candangueros' e 'Candangueras'. Isso foi uma explosão inesperada. Obrigado. Thanks. Agora em Barinas com Evo. Venceremos!!", escreveu o presidente em sua segunda mensagem desde que inaugurou sua conta '@chavezcandanga'.

O presidente 'tuitou' antes de receber o presidente de Bolívia Evo Morales no Estado de Barinas, no centro-oeste da Venezuela.

Até a manhã de quinta, Chávez já contava com mais de 92.000 seguidores enquanto ele segue apenas cinco pessoas, entre eles as contas de alguns de seus ministros e outra chamada "Reflexões de Fidel".

Chávez estreou no Twitter na quarta-feira.

"Epa ¿qué tal? Aparecí como lo dije, a la medianoche. Pa brasil me voy. Y muy contento a trabajar por Venezuela. Venceremos", dizia textualmente a primeira mensagem do chefe de Estado.

O nome de usuário selecionado para Chávez é uma combinação do sobrenome do presidente com a palavra "candanga", que na Venezuela é utilizada para se referir a uma pessoa muito travessa ou explosiva.

Em março, Chávez anunciou que teria sua própria página na internet para ser um "ativista cibernético" e defender sua revolução na web, mas o projeto ainda não se concretizou.

"Se eu pudesse teria um computador, uma página e me comunicaria com milhões, não apenas na Venezuela, mas no mundo. Vou mandar muita informação por aí. Vai ser um bombardeio", disse o presidente na ocasião.

Chávez, um presidente criticado pela oposição por governar pela televisão, usa quase diariamente a TV, o rádio e alguns meios escritos para se aproximar dos venezuelanos.

Mas a internet é uma ferramenta bastante inexplorada por seu governo, num país onde 30% dos 27 milhões de habitantes têm acesso à rede.

lda/bl/ma/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG