Ator quer indenização por ser demitido de seriado; produtor classifica acusações como "imaginárias"

Chuck Lorre e Charlie Sheen em programa de televisão em 2005
Getty Images
Chuck Lorre e Charlie Sheen em programa de televisão em 2005
Charlie Sheen abriu um processo na quinta-feira, 10, contra o estúdio de cinema e televisão Warner Bros., pedindo indenização de 100 milhões de dólares (cerca de R$ 170 milhões) por ter sido despedido da série de TV "Two and a Half Men" , revelou um representante de seu advogado.

A ação cita também o produtor do seriado, Chuck Lorre, como co-réu e foi aberta em nome do elenco e equipe técnica do programa, segundo uma cópia dela postada no site de notícias sobre celebridades TMZ.com.

A ação critica Lorre e a Warner Bros por terem decidido "unilateralmente não pagar Sheen e os outros membros do elenco e da equipe técnica pelo restante da temporada atual".

Em um comunicado oficial divulgado pelo site do canal de TV E!, Lorre classificou as acusações de Sheen como "imaginárias". "As acusações são tão falsas e irresponsáveis quanto o comportamento do Sr. Sheen em programas de televisão. É tudo imaginário. A grande preocupação de Chuck Lorre ainda é a saúde de Sheen", diz o comunicado.

Charlie Sheen, que foi o ator mais bem pago da televisão norte-americana pelo papel de solteirão mulherengo e beberrão em "Two and a Half Men," entrou em um programa domiciliar de reabilitação de dependência de drogas e álcool, em janeiro, depois de relatos na mídia sobre seu estilo de vida, repleto de festas desvairadas.

No final de fevereiro, depois de o ator ser visto em entrevistas à mídia fazendo declarações desairosas sobre Lorre e a Warner Bros., o estúdio e a rede de TV CBS, que transmite "Two and a Half Men," decidiram cancelar o restante da temporada atual da comédia.

Daquele momento em diante, as declarações de Sheen contra seus detratores foram se tornando mais acintosas, e na segunda-feira, 07, a Warner Bros. encerrou seu contrato com Sheen.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.