Charlie Sheen diz que tem "trabalho a fazer" para se recuperar

Ator está em programa de reabilitação após ter sido hospitalizado em 27 de janeiro

Reuters |

O ator Charlie Sheen, astro do seriado "Two and a Half Men", se manifestou publicamente pela primeira vez desde que começou um programa de reabilitação, dizendo em comunicado que tem "muito trabalho a fazer".

Sheen foi hospitalizado em 27 de janeiro depois de supostamente ter participado de uma festa de 36 horas em sua casa regada a drogas e bebida. Conhecido como "bad boy" de Hollywood, o ator começou um programa de reabilitação no dia seguinte. Isso levou à suspensão da produção de "Two and a Half Men", comédia líder de audiência na TV americana.

"Tenho muito trabalho a fazer para poder devolver o apoio que venho recebendo de tanta gente", disse Sheen em comunicado à mídia na quarta-feira.

"A meus fãs, quero dizer que seus votos de melhoras me comoveram muito. Como Errol Flynn, que de vez em quando tinha que deixar sua espada de lado, só quero dizer 'obrigado'", disse ele.

Sheen, o ator mais bem pago da televisão dos estados Unidos (recebe US$ 2 milhões por episódio), agradeceu a seus colegas em "Two and a Half Men" e também ao executivo-chefe da CBS Corp., Les Moonves, e ao chefe do estúdio Warner Bros, Bruce Rosenblum, pelo apoio deles.

A comédia nº 1 de audiência é produzida pela divisão de TV do estúdio Warner Bros, pertencente à Time Warner Inc., e vai ao ar nos EUA na emissora CBS. O seriado gera receitas enormes para o estúdio e a rede de TV.

Um porta-voz da Warner Bros disse que 16 dos 24 episódios programados de "Two and a Half Men" para a temporada que termina em maio já foram gravados, faltando oito para serem filmados.

Inicialmente o porta-voz de Sheen disse que o ator se internaria em uma clínica de reabilitação na sexta-feira, mas depois disso a mídia divulgou que ele estaria recebendo atendimento em casa. Desde então o porta-voz de Sheen se nega a comentar sobre os planos de tratamento dele.

Em separado, na quarta-feira, autoridades divulgaram uma gravação em áudio de um telefonema feito pelo médico Paul Nassif para chamar uma ambulância para socorrer Sheen na semana passada.

Nassif disse ao serviço de pronto-socorro que recebera uma ligação do assistente de Sheen, que estava com o ator na casa dele, onde estaria acontecendo a festa. O médico afirmou que o assistente lhe disse para não chamar uma ambulância para Sheen, mas que ele o fez assim mesmo porque ficou preocupado.

"Falei com Sheen ao telefone, e ele estava muito embriagado e, aparentemente, sofrendo muita dor. O telefonema que recebi foi estranho", disse Nassif na gravação.

Nassif é membro do elenco do reality show "The Real Housewives of Beverly Hills".

    Leia tudo sobre: Charlie SheenTwo and a Half Men

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG