Britânico faz retratos de moradores de rua pelo mundo

Fotógrafo amador viajou pela Europa e América do Norte para reduzir "invisibilidade" das pessoas que não têm onde morar

BBC Brasil |

selo

Uma experiência no centro de Londres fez o fotógrafo amador britânico Lee Jeffries decidir concentrar suas imagens em um tema: moradores de rua.

Em 2008, ele andava pela cidade tirando fotos, quando viu uma menina em um saco de dormir, em Leicester Square, e resolveu, de longe, registrar sua imagem.

"Ela me viu e começou a gritar. Eu fiquei envergonhado e tive de decidir se ia embora ou se pedia desculpas", conta Jeffries.

O fotógrafo decidiu se aproximar e conversar com a menina de 18 anos. Ele descobriu que ela foi viver nas ruas após a morte dos pais.

O episódio fez com que Jeffries decidisse fazer retratos de moradores de rua em várias cidades da Europa, como Londres, Paris e Roma, e dos Estados Unidos, como Los Angeles e Nova York.

Para que os retratos tenham um tom íntimo, Jeffries tenta criar uma conexão com cada um de seus "modelos" antes de usar a máquina fotográfica.

Ele mantém uma conversa informal, sem tomar nota ou gravar, e prefere fazer as imagens enquanto conversa com as pessoas para capturar "suas verdadeiras emoções".

Jeffries diz que às vezes oferece aos moradores de rua comida, dinheiro ou um abraço.

As imagens são depois processadas e o fotógrafo usa sombra e luz para realçar os olhos das pessoas e dar um tom quase religioso ao trabalho.

Jeffries usa sua fotografia para arrecadar dinheiro para ONGS de moradores de rua e tenta reduzir a "invisibilidade" das pessoas que não têm onde morar.

Para conhecer melhor o trabalho de Jeffries, visite seu Flickr ou siga o fotógrafo no Twitter .

    Leia tudo sobre: fotografiamoradores de rua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG