Brasileiros ajudam recorde de visitas ao Louvre em 2011

Cerca de 8,8 milhões de pessoas passaram pelo museu francês no ano passado; total de brasileiros só perde para norte-americanos

iG São Paulo com AFP |

Reprodução
"Mona Lisa", de Leonardo da Vinci: uma das estrelas do acervo do Louvre
O Museu do Louvre, em Paris, registrou em 2011 um aumento de 5% no número de visitantes, chegando ao recorde de 8,8 milhões de pessoas, "confirmando o primeiro lugar na preferência mundial", anunciou a instituição.

Siga o iG Cultura no Twitter

Essa alta deveu-se, principalmente, à visitação estrangeira (66%), "com uma forte retomada da presença norte-americana e à procura, mais e mais acentuada, de pessoas vindas dos países emergentes", destacou o Louvre.

O Brasil se encaixa entre os emergentes, já que é o segundo país estrangeiro com maior número de visitantes, atrás dos Estados Unidos e à frente de Itália, Austrália, China, Espanha, Alemanha e Rússia.

O recorde do Louvre pode ser explicado, também, pelo sucesso das exposições paralelas realizadas em 2011, que atraíram 510 mil pessoas (aumento de 22% em relação a 2010), destacando-se, entre elas, "Rembrandt e a figura de Cristo" e "No reino de Alexandre o Grande".

O museu também atraiu mais jovens: a metade dos visitantes tinha menos de 30 anos.

Depois do Louvre, os locais que mais se beneficiaram com o aumento do número de visitantes foram o castelo de Versailles (mais de 6 milhões de visitantes em média, por ano), o Centro Pompidou (3,6 milhões), o museu d'Orsay (2,9 milhões) e o museu do Quai Branly (1,3 milhão).

    Leia tudo sobre: museulouvrearte

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG