Advogado do artista chinês Ai Weiwei é solto

Liu Xiaoyuan ficou cinco dias desaparecido após declarar que defenderia Weiwei

iG São Paulo com agências |

Ao contrário do que havia sido divulgado na segunda-feira (25), o artista chinês Ai Weiwei continua desaparecido. Quem foi solto foi seu advogado, Liu Xiaoyuan, que reapareceu na terça-feira (19), após cinco dias desaparecido, de acordo com o jornal britânico The Guardian. Xiaoyuan postou em seu Twitter uma rápida mensagem dizendo que estava de volta a Pequim e revelou ao jornal que "não gostaria de dar mais detalhes sobre o caso".

O advogado havia sumido após declarar que voltaria a defender Weiwei na justiça, com quem já havia trabalhado antes. Os dois atuaram juntos em protestos contra os programas de censura à internet do governo chinês

Ai Weiwei foi detido no aeroporto de Pequim em 3 de abril. Ele participou da criação do estádio Ninho do Pássaro, usado nas Olimpíadas de 2008 em Pequim, e possui uma carreira artística internacional com campanhas contra a censura governamental e as restrições políticas, frequentemente fazendo uso da internet.

A China assegura que o artista conceitual mais famoso do país está sendo investigado por supostos crimes financeiros, e a imprensa chegou a ventilar outras acusações não confirmadas como bigamia e plágio, embora as fontes oficiais tenham se negado a explicar por que o artista ficou detido sem ser apresentada uma ordem de detenção.

*AFP, EFE e Reuters

    Leia tudo sobre: ai weiweiartes plásticaschina

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG