Adriana Varejão bate recorde de obra mais cara de brasileiro vivo

"Parede com incisões à La Fontana II" foi leiloada por R$ 2,975 milhões em Londres

iG São Paulo |

Divulgação
"Parede com incisões à La Fontana II", quadro de Adriana Varejão
Uma tela da artista plástica Adriana Varejão se tornou, na quarta-feira, 16, a obra mais cara de um artista brasileiro vivo. "Parede com incisões à La Fontana II", feita em 2001, foi leiloado por R$ 2,975 milhões na casa especializada Christie's, de Londres.

Adriana quebrou o recorde de Beatriz Milhazes, que teve o quadro "O Mágico" (2001) leiloado por R$ 1,746 milhão na Sotheby's de Nova York no ano passado. Milhazes também era dona do recorde anterior, de R$ 1,7 milhão pela tela "Laranjeiras" (2002), vendida em 2007.

Carioca nascida em 1964, Varejão já participou de exposições na Bienal de São Paulo, no MoMa em Nova York e na Tate Modern em Londres. Sua obra mais cara até então era "Paisagem Canibal", vendida por R$ 1 milhão no ano passado.

A obra mais cara do leilão que Varejão participou foi o auto-retrato de Andy Warhol, vendido por R$ 29, 059 milhões.

    Leia tudo sobre: artes plásticasadriana varejãoleilão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG