Academia Real Inglesa dá título honorário a Ai Weiwei

Artista chinês preso é, segundo entidade, um dos "mais significativos" da geração

Reuters |

A Academia Real Inglesa fez do detido artista chinês Ai Weiwei um membro honorário junto ao pintor dinamarquês Per Kirkeby, disse a prestigiada instituição de arte na quarta-feira.

O título de acadêmico honorário vai para artistas que não moram na Grã-Bretanha, mas eles não tomam decisões sobre o futuro da Academia Real. Os 80 acadêmicos regulares, que são todos artistas atuantes, votam em dois novos membros honorários a cada ano.

A Academia Real classificou Ai, preso na China desde que foi capturado no aeroporto internacional de Pequim em 3 de abril, como "uma das figuras culturais mais significativas da sua geração na China e internacionalmente".

A instituição não fez nenhuma menção à prisão de Ai, que gerou reação internacional no mundo das artes e fora dele. Defensores do artista dizem que ele é vítima de um ataque contra dissidentes, enquanto as autoridades chinesas alegam que ele é suspeito de "crimes econômicos."

O artista de 54 anos é muito popular na Grã-Bretanha, especialmente depois da sua mostra na galeria Tate Modern, em Londres, chamada "Sementes de Girassol", na qual ele cobriu o chão da cavernosa Turbine Hall com milhões de replicas de sementes feitas à mão em porcelana.

    Leia tudo sobre: ai weiweiartegrã bretanhachina

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG