Robin Williams não estava sob influência de álcool ou drogas ao se suicidar

Por BBC |

compartilhe

Tamanho do texto

O ator foi encontrado morto em sua casa em 11 de agosto; Williams sofria de depressão, segundo seu agente

BBC

Getty Images
Robin Williams

Robin Williams não estava sob o efeito de drogas ou álcool ao se suicidar, segundo autoridades da Califórnia à frente do caso. O ator de 63 anos foi encontrado morto em sua casa no dia 11 de agosto no que policiais concluiram tratar-se de um suicídio.O relatório do legista liberado nesta sexta-feira, dia 07, diz que Williams morreu por asfixia causada por enforcamento.

Conhecido por papéis como "Sociedade dos Poetas Mortos" e "Uma Babá Quase Perfeita", Williams tratava-se por causa de depressão. Ele havia sido visto vivo pela última vez por sua mulher no dia anterior à sua morte. Na manhã em que seu corpo foi encontrado, seu assistente pessoal ficou preocupado porque ele não atendeu às batidas na porte de seu quarto. O assistente entrou no recinto e se deparou com o Williams já morto.

'Séria depressão'

No passado, o ator já havia falado - e brincado - publicamente sobre as dificuldades que enfrentava por causa do abuso de álcool e drogas. Depois de sua morte, seu agente disse que ele também enfrentava uma "séria depressão". Em junho, o jornal Los Angeles Times divulgou que ele havia retornado a um centro de reabilitação para "fazer ajustes" em sua sobriedade. No comunicado emitido após sua morte, a mulher de Williams, Susan Schneide, disse que estava "completamente destruída" e pediu que a privacidade da família fosse respeitada. "Esperamos que ele seja lembrado não por sua morte, mas pelos incontáveis momentos de alegria e risadas proporcionadas a milhões de pessoas", ela disse na época.

Leia tudo sobre: robin williamscinema

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas