Pela primeira vez, fotógrafo norte-americano Aaaron Rose expõe fotos tiradas durante três verões em Coney Island

BBC

Praia mais famosa da cidade de Nova York, Coney Island já foi descrita como "um lugar em que a privacidade é um estado de espírito". Foi esse cenário caótico que o fotógrafo americano Aaron Rose escolheu para uma série de imagens produzida ao longo de três verões, no início dos anos 1960.

Carregando sua câmera discretamente no meio da multidão, Rose, que na época tinha pouco mais de 20 anos, conseguiu capturar a intimidade dos personagens, relaxando como se estivessem imersos "em seu próprio mundo".

Mais de 50 anos depois, foi esse o título escolhido para uma exposição que apresenta a série pela primeira vez ao público.

"In a World of Their Own: Coney Island Photographs by Aaron Rose, 1961-1963" (Em seu próprio mundo: Fotografias de Coney Island por Aaron Rose, 1961-1963, em tradução livre), em cartaz no Museum of the City of New York, traz 70 fotografias nunca antes expostas.

Siga o iG Cultura no Twitter

As imagens estão divididas em duas seções: uma dedicada a indivíduos e casais, outra retratando a praia lotada.

"As fotografias de Rose capturam a vibrante e diversificada mistura de raças, etnias, gêneros e tipos físicos que formam a cidade de Nova York", diz a diretora do museu, Susan Henshaw Jones. A mostra fica em cartaz até 3 de agosto.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.