Fotógrafo capta nudez feminina com câmeras analógicas e produção simples

Por Susan Souza , iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Na exposição "Brilho", Samuel Esteves mostra, com delicadeza, mulheres nuas em cenas cotidianas

Corpos femininos em momentos privados foram captados, com muita delicadeza, pelo fotógrafo Samuel Esteves ao longo de dois anos. Entre 2012 e 2013, ele clicou a própria mulher, amigas dela e amigas de amigas em poses sutis que revelam a intimidade e sensualidade de algumas mulheres que moram em São Paulo. Cerca de 45 imagens compõem a mostra gratuita "Brilho", que estará na loja Japonique a partir de 7 de junho.

Siga o iG Cultura no Twitter

Imagens da exposição fotográfica 'Brilho'. Foto: Samuel EstevesImagens da exposição fotográfica 'Brilho'. Foto: Samuel EstevesImagens da exposição fotográfica 'Brilho'. Foto: Samuel EstevesImagens da exposição fotográfica 'Brilho'. Foto: Samuel EstevesImagens da exposição fotográfica 'Brilho'. Foto: Samuel EstevesCenas da videoinstalação 'Blizzar'. Foto: Emerson PingarilhoCenas da videoinstalação 'Blizzar'. Foto: Emerson PingarilhoCenas da videoinstalação 'Blizzar'. Foto: Emerson PingarilhoCenas da videoinstalação 'Blizzar'. Foto: Emerson PingarilhoCenas da videoinstalação 'Blizzar'. Foto: Emerson Pingarilho

Com produção e edição simples, uso de câmeras analógicas e aproveitamento da luz natural dos ambientes, o fotógrafo conta que realizou uma vontade antiga. "Trabalho com fotografia há um tempo e sempre tive vontade de fotografar nudez. Comecei a fazer uma coisa mais simples e achei que ficou bem melhor do que eu imaginava", conta ao iG.

A simplicidade dos cenários e figurinos contribui para ver a nudez das moças como algo "mais verdadeiro". "Não é uma grande produção, mas, para mim, é uma verdade que está ali." As imagens formam uma primeira parte da exposição, que ainda tem material inédito que pode ser organizado no futuro. "Pretendo ter uma continuação de linha estética parecida. Nem todas as meninas estão na primeira edição."

Mais: Fotógrafo registra o aperto que fãs passam para ver os shows direto da grade

Sobre a escolha de equipamentos analógicos e automáticos, Esteves cita as vantagens. "Não tem como ficar dando palpite. Gosto de usar várias câmeras diferentes, vou trabalhando cada uma na situação em que achar que é melhor."

O resultado é um trabalho de ampliação que quase não foi editado, até mesmo por uma opção estética do artista. "Está cru, não passou por um processo digital. Tem correções pequenas, mas é bem fiel. Por isso uso (câmeras) automáticas, filmes e lentes que já favorecem, luz ambiente ou o próprio flash da câmera."

Além da exposição de Samuel Esteves, haverá no local a videoinstalação "Blizzar", do artista Emerson Pingarilho, que foi totalmente captado e editado, analogicamente, em VHS.

Brilho 明るさ - Exposição de fotos por Samuel Esteves
Loja Japonique (r. Girassol, 175, Vila Madalena - São Paulo)
Artista convidado: Emerson Pingarilho
De 07/6 a 21/6 (segunda a sexta das 10h às 19h e sábados das 10h às 18h)
Entrada gratuita

Leia tudo sobre: fotografiaexposiçãosamuel estevesnudezigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas