Obras de artistas latinos vão a leilão em NY

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Principal item de um dos lotes, pintura de Botero está avaliada em US$ 1,8 milhão

Reuters

Divulgação
Pintura 'Homem indo para o Trabalho', de Botero

Um retrato de família do pintor colombiano Fernando Botero e uma representação da turbulência psicológica feita pelo pintor chileno Roberto Matta estão cotados como os principais itens do leilão de arte latino-americana em Nova York na semana que vem.

Siga o iG Cultura no Twitter

"Homem indo para o Trabalho", feito por Botero, em 1969, é o principal item do lote no conjunto da Christie's para a venda de quarta-feira, com uma estimativa pré-venda no valor de US$ 1,8 milhão. "Morfologia Psicológica", de Matta, pode alcançar até US$ 3,5 milhões num leilão de dois dias da Sotheby's, na quarta e quinta-feira.

Os leilões latino-americanos acontecerão depois das vendas de arte contemporânea e do pós-guerra no começo do mês, nas quais uma pintura abstrata de Barnet Newman chamada "Black Fire I" foi vendida por US$ 84,2 milhões, um novo recorde em leilão para o artista, e "Six Self-Portraits", de Andy Warhol, foi vendida por US$ 30,1 milhões.

Estarão à venda também trabalhos do Joaquín Torres-García, com destaque para "Composition TSF", de 1931, que a Christie's estima que possa ser vendido por um valor entre US$ 1 milhão e US$ 1,5 milhão. Seu "Grafismo Infinito", de 1937, está avaliado em US$ 800 mil pela Sotheby's.

Leia tudo sobre: CULTURAARTEAMERICALATINASOTHEBYS

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas