Vinda de Amsterdã, exposição "A História da Cannabis" discute os usos da maconha

Por Susan Souza , iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Proibida para menores de 18 anos, mostra começa na Matilha Cultural, em São Paulo, a partir desta terça-feira (13)

Exclusiva para maiores de 18 anos, a mostra holandesa "A História da Cannabis: Uma Planta Proibida" pode ser vista, pela primeira vez no Brasil, a partir desta terça-feira (13) na Matilha Cultural, em São Paulo.

Receita médica com prescrição de maconha. Foto: DivulgaçãoCachimbo. Foto: DivulgaçãoFerramenta antiga usada para quebrar o cânhamo. Foto: DivulgaçãoCena do filme 'The House I Live' . Foto: Samuel CullmanMala feita de cânhamo e plástico. Foto: Divulgação

Siga o iG Cultura no Twitter

A exposição é uma parceria com o museu holandês Hash Marihuana & Hemp Museum. "O grande mote é apresentar a planta de modo complexo e versátil para fugir do estereótipo de que seria só uma droga. Queremos mostrar que tem uma história com a humanidade", diz ao iG Rebeca Lerer, produtora-executiva da mostra.

Além de objetos antigos que explicam como a planta era utilizada para fins medicinais antes de se tornar ilegal, haverá a exibição de filmes. Os documentários "Quebrando o Tabu", "Ilegal", sobre a primeira brasileira a obter autorização para fazer uso do medicamento Canabidiol para o tratamento de convulsões, e "Cortina de Fumaça" estão entre os escolhidos.

Um dos objetivos é mostrar os diversos usos da "Cannabis sativa L.", popularmente conhecida como maconha. Uma seleção de ilustrações, fotos e objetos da coleção do museu holandês contam o histórico da planta, os tipos de aplicação e contextualizam os 100 anos desde a proibição.

Entre os destaques do acervo estão as embalagens antigas e as prescrições de remédios à base de cannabis, datadas do século 19, além de instrumentos tradicionais para processar a fibra de cânhamo, livros raros dos anos 1950 e materiais têxteis e bioplásticos feitos com a fibra extraída da planta.

Por questões da legislação brasileira, nenhum objeto da mostra contém "THC", que é o princípio ativo encontrado nas flores e plantas de maconha. Todas as embalagens e outros objetos estão limpos para a exposição.

"Estamos dentro da lei da liberdade de expressão, de se manifestar e provocar debates sobre todos os temas. Difícil foi achar um despachante que nos ajudasse. As pessoas têm medo de lidar com projetos que envolvam esse tema", conta Rebeca.

Paineis ilustrativos exclusivos para a mostra brasileira foram desenvolvidos pelo museu holandês para explicar as formas usuais da cannabis, seja como uma planta medicinal; uso industrial; relação histórico-cultural e até a fase de proibição e políticas de legalização.

A exposição ainda terá debates com especialistas, como o neurocientista Carl Hart, da Universidade de Columbia, o professor Henrique Carneiro, o pesquisador Renato Filev, o jornalista Tarso Araújo e a antropóloga Alessandra Oberling. Pacientes que fazem uso medicinal da planta também participarão.

Exposição "A História da Cannabis: Uma Planta Proibida"
Matilha Cultural (r. Rego Freitas, 542 – São Paulo)
De 06/5 a 04/7, de terça à domingo, das 14h às 22h
Entrada gratuita e restrita a maiores de 18 anos (documento de identidade obrigatório)
Telefone: (11) 3256-2636

Leia tudo sobre: maconhaexposiçãoigspmatilha cultural

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas