Mostra nos EUA revê colaboração entre expoentes do impressionismo

Por BBC (Brasil) |

compartilhe

Tamanho do texto

Exposição reúne quadros do artista francês Edgar Degas e da norte-americana Mary Cassatt

BBC

Uma exposição inaugurada neste domingo pela National Gallery of Art, em Washington, aborda o relacionamento colaborativo entre o francês Edgar Degas (1834–1917) e a americana Mary Cassatt (1844–1926), dois expoentes do impressionismo.

Siga o iG Cultura no Twitter

Neste quadro de Cassatt, por meio de análises de raio-x e imagens infravermelhas, especialistas provaram de que Degas participou ativamente da finalização da obra. Foto: National Gallery of Art, Washington/ Coleção do casal Paul Mellon/ Chester Dale Collection/ Rosenwald Collection/ Coleção particular, Nova York Inspirada pela fascinação de Degas por leques, Cassatt explorou isso em algumas obras, como 'O Camarote' (acima) . Foto: National Gallery of Art, Washington/ Coleção do casal Paul Mellon/ Chester Dale Collection/ Rosenwald Collection/ Coleção particular, Nova York Ao contrário de Cassatt, que em muitos de seus trabalhos mostrava mulheres da alta sociedade, Degas focava em atrizes e dançarinas. Acima, Degas retratou atrizes em seus camarins. Foto: National Gallery of Art, Washington/ Coleção do casal Paul Mellon/ Chester Dale Collection/ Rosenwald Collection/ Coleção particular, Nova York A especialidade de Cassatt era mostrar o cotidiano e o comportamento das mulheres de classe alta do final do século 19 e início do século 20. Foto: National Gallery of Art, Washington/ Coleção do casal Paul Mellon/ Chester Dale Collection/ Rosenwald Collection/ Coleção particular, Nova York Degas era um grande colecionador do trabalho de Cassatt. Ele também gostava de usar Cassatt como modelo. Esta é uma das obras que mostra a personalidade não conformista de Cassatt. Foto: National Gallery of Art, Washington/ Coleção do casal Paul Mellon/ Chester Dale Collection/ Rosenwald Collection/ Coleção particular, Nova York A exposição inclui diversos estudos feitos por Degas tendo Cassatt como modelo. Os dois artistas tiveram uma separação artística na última década do século 19.. Foto: National Gallery of Art, Washington/ Coleção do casal Paul Mellon/ Chester Dale Collection/ Rosenwald Collection/ Coleção particular, Nova York

Ainda jovem, Cassatt tomou a decisão - audaciosa na época - de deixar o Estado americano da Pensilvânia e se mudar para Paris. Lá, ela não apenas logo criou um vínculo criativo e duradouro com Degas, como se tornou uma das "três grandes damas do impressionismo" (junto a Marie Bracquemond e Berthe Morisot).

A exposição Degas/Cassatt oferece, pelo meio de análise técnica inovadora, revelações sobre a extensão da influência de Degas sobre o trabalho de Cassatt, além de mostrar, pela primeira vez, o importante papel da pintora sobre a obra do grande mestre impressionista.

A mostra vai até a 5 de outubro, exibindo cerca de 70 trabalhos desses artistas.

Leia tudo sobre: edgar degasmary cassattarteimpressionismobbc brasil

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas