Ladrões roubam seção de afresco de Pompeia

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Peça levada tem cerca de 20 cm de largura e mostra a deusa Artemis

Reuters

Ladrões desmontaram e roubaram uma seção de um afresco da antiga cidade romana de Pompeia na semana passada, aumentando a degradação de um dos mais notáveis sítios arqueológicos do mundo depois que fortes chuvas causaram o desabamento de partes da parede.

Siga o iG Cultura no Twitter

AP
Área em que ladrões roubaram um afresco na cidade de Pompeia, na Itália

Autoridades do serviço arqueológico de Pompeia disseram que os ladrões retiraram uma seção de 20 cm de largura de um afresco que mostra a deusa Artemis de um sítio conhecido como Casa de Netuno e Anfitrite, atualmente fechado ao público.

A polícia disse que o roubo, que aconteceu em 12 de março, não foi divulgado para não comprometer a investigação do caso, que descreveu como "particularmente delicado".

O roubo mais recente ocorreu duas semanas depois de partes de uma parede no sítio desmoronarem em razão de fortes chuvas, levando o novo ministro da Cultura, Dario Franceschini, a prometer reforçar o trabalho de manutenção no local.

Uma das atrações mais populares da Itália, Pompeia foi vítima de uma erupção vulcânica em 79 d.C. e ficou preservada sob as cinzas, sendo redescoberta no século 18. A cidade se tornou um símbolo de décadas de má administração dos sítios culturais italianos depois de uma série de desmoronamentos que despertaram repúdio em todo o mundo.

Leia tudo sobre: pompeiaafrescoarte

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas