Morre Glênio Bianchetti, artista plástico e um dos fundadores da UnB

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Gravador, pintor e ilustrador gaúcho se mudou para Brasília nos anos 1960 a convite de Darcy Ribeiro

O artista plástico Glênio Bianchetti morreu na madrugada desta terça-feira (18), aos 86 anos, informou a Universidade de Brasília (UnB), do qual foi um dos fundadores. Ainda não há informações sobre o local e a causa da morte.

Nascido em 15 de janeiro de 1928 em Bagé, no Rio Grande do Sul, Bianchetti foi aluno de Iberê Camargo no Instituto de Belas Artes de Porto Alegre e começou a ter seu trabalho reconhecido na década de 1950, quando participou do Clube de Gravura de Bagé,

Siga o iG Cultura no Twitter

O artista se mudou para Brasília em 1962, a convite de Darcy Ribeiro, para ajudar na fundação da UnB. Bianchetti foi responsável pela estruturação do Ateliê de Arte e do Setor Gráfico, mas sua primeira passagem pela universidade foi encerrada em 1965, em meio à repressão do governo militar.

Nos anos 1970, o artista participou da criação do Museu de Arte de Brasília (MAB) e do Centro de Reabilitação Criadora (Cresça). Entre 1988 voltou ao quadro de professores da UnB, o qual integrou até 1993.

Em 1999, Bianchetti foi homenageado com a retrospectiva dos seus 50 anos de carreira no Palácio Itamaraty, em Brasília.

Com Agência Câmara

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas