Mostra será realizada a partir de 6 de setembro; curadoria é comandada pelo britânico Charles Esche

Cartaz da 31ª edição da Bienal de São Paulo, que acontece em 2014
Divulgação
Cartaz da 31ª edição da Bienal de São Paulo, que acontece em 2014

A 31ª edição da Bienal de São Paulo terá como nome "Como Falar de Coisas que Não Existem". A mostra será realizada a partir de 6 de setembro no pavilhão do parque Ibirapuera.

A curadoria da exposição é comandada pelo britânico Charles Esche. Na equipe estão ainda Galit Eilat, Nuria Enguita Mayo, Pablo Lafuente e Oren Sagiv.

Siga o iG Cultura no Twitter

Segundo texto divulgado pelos organizadores, o título procura representar "a potência da arte no centro do projeto". Para evidenciar o caráter mutantte do questionamento da mostra, o verbo "falar" será trocado regularmente por expressões como "viver com”, “usar”, “lutar contra” e “aprender”.

O cartaz que sintetiza a identidade visual da mostra foi criado pelo artista indiano Prabhakar Pachpute e tem "uma torre movida à força humana como motivo central". Segundo os organizadores, o desenho "respondeu às ideias da curadoria por meio de uma frágil estrutura no formato de uma torre de Babel carregada por um impossível conjunto de corpos humanos. O movimento deste organismo destaca a necessidade de nos juntarmos para andar em uma mesma, ainda que incerta, direção".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.