Teatro: Otávio Müller faz viagem divertida pelo universo da mulher feia

Por Ana Ribeiro , iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Em cartaz em São Paulo com a peça "A Vida Sexual da Mulher Feia", que vai virar filme, o ator está no teatro, no cinema e na TV, como o Djalma de "Tapas & Beijos"

Fernanda Sabença/Divulgação
Otávio Müller é Maricleide, a mulher feia que conta sua vida sexual no palco

Estreou na sexta (11) em São Paulo o espetáculo “A Vida sexual da Mulher Feia”, com o superlativo ator Otávio Müller fazendo o seu primeiro monólogo. “Não era um sonho e nem um desejo meu fazer, mas desde a primeira vez que olhei para o livro pensei nele como um monólogo”, contou. “Acaba sendo um puta desafio.”

Desafio é você não rir muito no teatro com as aventuras de Maricleide, a menina que veio ao mundo inequivocamente feia, a ponto de seu pai ficar sem palavras assim que olha para ela. “Ah, mas ela é tão, tão, tão... recém-nascida!”

Fernanda Sabença/Divulgação
Otávio Müller no monólogo "A Vida Sexual da Mulher Feia"

Otávio, como ele próprio diz que gosta, está no palco “é para se molhar”. Para começar, derruba a quarta parede, aquele obstáculo imaginário entre palco e plateia. Já está em cena quando o público ainda está entrando, e incentiva as pessoas a falar e conversar. Depois, derruba também o camarim e a coxia, já que faz todas as trocas de roupa em cena: o cenário é composto de uma cadeira e um cabideiro com perucas e todo o figurino pendurados. “Gosto dessa coisa de estar junto. É uma coisa minha como diretor, como ator. Acho fria e chata essa coisa limpinha que o teatro acabou virando”, diz ele, que assina também a direção do espetáculo.

Otávio é um ator despudorado e inteligente, que se diverte em cena e leva o público junto na sua viagem pelo universo de Maricleide. Tem a infância e o primeiro fora do menino na escola, a festa de 15 anos e a ilusão de que o garoto por quem era apaixonada lhe mandara flores, tem a louca “vontade de dar” que ela leva para a faculdade. 

AgNews
Vera Holtz e Otávio Müller na estreia de "Mulher Feia" em São Paulo

Otávio está sempre à vontade, seja de calcinha e sutiã, seja de tapa sexo no momento em que Maricleide arranja um bico como modelo de nu artístico na escola de artes – que naturalmente está no capítulo Botero, o artista colombiano famoso por retratar figuras gordas. “Eu mostro tudo. Sempre tive isso em mim, trabalhei com o Zé Celso, com a Bia Lessa. Tem uma coisa constrangedora que acontece comigo. Me sinto totalmente à vontade no palco, me sinto em casa.”

Quem primeiro apresentou o texto ao ator foi Heloísa Perissé, que o procurou para dirigir o espetáculo. Foi aí que Otávio viu que o livro (de Claudia Tajes, adaptado para o teatro por Julia Spadaccini) daria um monólogo e mais: que ele próprio faria. “Eu rapidamente tive a ideia de fazer”, conta. E defende o estilo “quebra tudo” que adotou na peça. “Dizem que Shakespeare fazia isso, neguinho levava frango para a platéia, levava farofa, levava criança, atirava coisas no palco. Eu gosto. Não sei se farei de novo uma peça que precise de silêncio.”


Reprodução - Globo
Otávio Müller em cena de "Tapas & Beijos", como Djalma

Nessa temporada inicial, a peça fica em cartaz em São Paulo, no Teatro Folha, até 2 de março. Em abril Otávio começa a filmar a versão para o cinema da “Mulher Feia”, com direção de Maurício Farias. “O ‘homem do Emmy’, o autor que mais ganhou Emmys no cinema brasileiro”, diz Otávio.

Projetos para cinema não faltam. “Estou com três filmes para lançar, está rolando muito cinema, é muito gostoso de fazer. O cinema está bombando, graças a Deus.” E Otávio segue também na TV como o adorável Djalma, dono da Djalma Noivas no seriado "Tapas & Beijos".


Serviço: A VIDA SEXUAL DA MULHER FEIA - Teatro Folha, Shopping Pátio Higienópolis - Avenida Higienópolis, 618 / 2º Piso. Informações: (11) 3823.2323

Vendas: (11) 3823.2737 e www.ingresso.com. Sexta às 21h30 | Sábado às 20h e 22h | Domingo às 19h30. Ingressos: Sexta: R$ 60 (setor I) | R$ 50 (setor II)/ Sábado e Domingo: R$ 70 (setor I) | R$ 50 (setor II) - Duração: 60 minutos - Recomendação: 14 anos



compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas