Exposição de fotos e postais raros redescobre o Rio "idílico" de 1900 a 1930

Por BBC Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Entre imagens reunidas de fotógrafos e estúdios estão os primeiros postais da cidade no século 20

BBC

Uma exposição denominada "Sebastianópolis" reúne 55 fotografias do Rio de Janeiro feitas entre 1900 e 1930.

Trecho da praia de Itapuca, Niterói. Foto: Carlos BippusBotafogo, entrada da Barra. Foto: BrazO bairro de Botafogo. Foto: Autoria desconhecidaO bairro de Copacabana. Foto: Carlos BippusAvenida Niemeyer, Gávea. Foto: BrazPanorama visto do alto do Pão de Açúcar. Foto: A. RibeiroA avenida Central. Foto: BrazO Palácio Monroe. Foto: LopesVista do Alto do Pão de Açúcar durante a noite. Foto: Carlos BippusA avenida Rio Branco. Foto: A. RibeiroA praia do Flamengo. Foto: Carlos BippusNa imagem, Santa Tereza e Glória; a exposição reúne 55 fotografias do Rio feitas entre 1900 e 1930. Foto: Thiele

As imagens da mostra foram fornecidas por estúdios e fotógrafos que trabalharam no Rio no começo do século 20, inclusive vendendo os primeiros postais da cidade para os turistas da época.

"A importâncida das imagens (está no fato) de que elas realmente documentam o processo de urbanização e modernização do Rio", disse à BBC Mundo o fotógrafo Pablo di Giulio, diretor da galeria Fass, de São Paulo, que realiza a exposição.

"As imagens criam um contraponto com o Rio de hoje; muitos prédios já não existem mais. A maioria ainda existe, mas está, de alguma forma, escondida pelas construções novas", explicou Di Giulio.

O diretor da galeria afirmou que a "exposição e as fotos trazem um pouco da visão romântica, de um Rio idílico, que estava condenado a não sobreviver".

A exposição, que teve como curador Diógenes Moura e precisou de anos para ser montada devido ao fato de as imagens estarem com colecionadores diferentes, fica em cartaz até 14 de dezembro.

Leia tudo sobre: rio de janeirofotografia

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas