Morre o ator e diretor Ênio Gonçalves

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Aos 70 anos, ator estava internado para tratamento de insuficiência renal aguda

Divulgação
Ênio Gonçalves

Com vasta experiência em novelas, cinema e peças de teatro, o ator e diretor Ênio Gonçalves, de 70 anos, morreu neste sábado (5), em São Paulo, por complicações renais.

O velório acontece a partir das 20h de sábado no Cemitério do Araçá. O corpo será encaminhado para o Cemitério da Vila Alpina, na zona leste da cidade, para cerimônia de cremação às 11h, no domingo (6).

Ênio nasceu no Rio Grande do Sul, em 1943, e também trabalhava como diretor teatral e professor de interpretação. Ao todo, trabalhou em mais de 40 filmes, 20 novelas e 50 peças de teatro.

No cinema, Ênio atuou em "Demência", "Anjos do Arrabalde" e "Garotas do ABC", de Carlos Reichenbach, pelo qual ganhou o troféu Candango de melhor ator do Festival de Brasília, em 2003, entre outros longas.

Fez novelas como "Pedras Sobre Pedra", "Xeque Mate" e "Páginas da Vida", da TV Globo, e "Estrela de Fogo", da Rede Record.

Atualmente está concorrendo a prêmios, no Festival do Rio de Janeiro, com "O Homem Invisível", de Eugênio Pupo e "Terno" de Gabriela Amaral Almeida e Luana Demange.

No teatro, interpretou textos de Nelson Rodrigues como "Bonitinha Mas Ordinária" e "Toda Nudez Será Castigada", entre outros textos.

Leia tudo sobre: morteenio goncalvesatorteatrocinema

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas