Instalação feita com 1.815 latas está exposta no território, que tem alta procura pelo produto após escândalos de contaminação na China continental

BBC

O artista chinês Ai Weiwei criou uma nova polêmica na China, com um mapa do país inteiramente feito com latas de leite em pó para crianças.

A obra, em exposição em Hong Kong, faz referência ao escândalo da contaminação do leite em pó na China, em 2008, que provocou a morte de seis bebês e deixou mais de 300 mil com problemas de saúde.

Ai usou 1.815 latas para montar o mapa, usando as marcas mais populares entre os turistas da China continental que visitam Hong Kong e aproveitam para comprar leite em pó, porque não confiam nos produtos de sua própria região.

Em épocas de feriados, o leite chega a falta em Hong Kong por conta disso, criando tensão com os moradores locais.

O problema chegou a tal ponto que as autoridades locais impuseram um limite de duas latas para os compradores. Qualquer um que saia de Hong Kong com mais do que isso é tratado como um contrabandista.

Ainda, assim, muitos em Hong Kong acreditam que os criativos chineses encontrarão uma maneira de driblar as restrições.

Siga o iG Cultura no Twitter

Muitas dessas marcas estão disponíveis também na China continental, mas os chineses não confiam mais em sua própria cadeia de produção alimentar.

Ai Weiwei é conhecido por suas críticas ao governo chinês e chegou a ficar preso por 81 dias em 2011, acusado de evasão fiscal.

O artista afirma que é um absurdo que a China consiga colocar um satélite no espaço, mas não garanta que uma criança ponha uma mamadeira segura na boca.

"Esta é a garantia mais fundamental de alimentação, mas as pessoas precisam ir para outra região para obter esse tipo de coisa. Acho que é um fenômeno totalmente absurdo", afirma.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.