Artista usa técnica japonesa baseada em juntar módulos individuais de papel dobrado para criar prismas e cubos

BBC

A galeria The Lighthouse, de Glasgow, na Escócia, abriu na última semana uma exposição com criações de origami da artista Kyla McCallum. A exposição 'Foldability' (algo como 'dobrabilidade', em português) traz um painel com 4.914 quadrados de papel dobrado que levou meses para ser feito.

As esculturas são baseadas em um método de dobradura inventado por Mitsonobu Sonobe no início dos anos 1960. Sonobe usava módulos individuais de papel dobrado e os juntava para criar prismas e cubos.

McCallum, que se formou no ano passado pela Glasgow School of Art e dirige um estúdio multidisciplinar de design chamado Foldability, diz: "Descobri que há tantas outras formas que você pode fazer com isso. É quase como um código".

Siga o iG Cultura no Twitter

"O origami modular cria várias camadas diferentes. Quando iluminado, ele cria variações tonais, e as cores que você consegue com papel branco são incríveis. O primeiro protótipo foi feito com papel normal de impressora e ficou um rosa fluorescente", explica a artista.

A exposição fica em cartaz até o dia 30 de junho.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.