Polícia Militar tem dificuldade em conter arrastões na Virada Cultural de SP

Por Susan Souza , iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Segundo tenente, número de ocorrências aumentou em relação ao ano passado assim como "os locais do evento foram expandidos em 25%"; Furtos são ocorrências mais comuns

Alice Vergueiro/Futura Press
Grande movimentação durante a apresentação da Banda Mirim na tarde deste sábado (18), no Palco Luz

"Grupos de 50 a 200 criminosos", segundo apura a polícia militar, teriam feito arrastões na noite deste sábado (18) durante a Virada Cultural, evento gratuito que acontece em diversos pontos do centro de São Paulo e que vai até as 18h deste domingo (19). Dentre as ocorrências, furtos e roubos são as mais comuns.

Leia mais: Senador Eduardo Suplicy é furtado na Virada Cultural

Segundo a PM, o efetivo que atende o evento é composto por 2400 policiais à pé, 1000 motorizados e 100 viaturas. No entanto, o volume de policiais não estaria sendo suficiente para fiscalizar a estimativa de 4 milhões de pessoas.

Veja imagens dos shows da Virada Cultural 2013

Até o começo da madrugada deste domingo (19), 13 pessoas foram pegas em flagrante e levadas a delegacias (11 por roubo, uma por desacato e uma por tráfico de drogas). Ainda de acordo com a PM, uma pessoa foi baleada. O estado de saúde da vítima não foi informado.

"Este ano, a Virada Cultural aumentou em 25% a sua grade de locais e trouxe mais público. Com isso, houve um aumento no número de ocorrências em relação ao ano passado", disse a tenente Jaqueline Teixeira Ferraz ao iG.

Leia tudo sobre: Virada CulturaligspPMfurtoroubocrimearrastão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas