Banda A Banca homenageia Chorão em show lotado na Virada Cultural

Por iG São Paulo , por Miguel Martins |

compartilhe

Tamanho do texto

Vocalista Champignon citou várias vezes o ex-líder do Charlie Brown Jr. e grupo tocou sucessos como "O Coro Vai Comê!"

Divulgação
Show da banda A Banca na Virada Cultural

A Banca, banda formada por ex-integrantes do Charlie Brown Jr. após a morte do cantor e compositor Chorão, estreou em palcos paulistanos na Virada Cultural de São Paulo em show lotado.

Como parte da turnê-homenagem “Chorão Eterno”, o show teve a presença de diversos fãs de carteirinha do Charlie Brown, que gritavam o nome do vocalista morto antes mesmo do início da apresentação.

Com 15 minutos de atraso, os ex-membros do Charlie Brown Marcão (guitarra), Thiago (guitarra), Graveto (Bateria) e Champignon - que assume os vocais na nova formação - abriram o show com “Hoje Eu Só Procuro a Minha Paz”. Ao fundo, o telão mostrava a mensagem “lendas são criadas do dia para a noite, lendas são dias de glória”.

Leia mais: Polícia Militar tem dificuldade em conter arrastões na Virada Cultural

Sempre lembrando de Chorão, Champignon "ressuscitou” no palco alguns maneirismos vocais e trejeitos de seu ex-companheiro de banda. Ele também demonstrou carinho por Marcão e Thiago, abraçando-os diversas vezes durante o show.

Leia mais: Emicida manda recado a Lobão durante show

A Banca tocou por cerca de 1h20 sucessos como “O Coro Vai Comê!”, “Zóio de Lula” e “Te Levar”, além de “Samba Makossa”, composição de Chico Science. Nela, Champignon entoou os versos “Vai com Deus, meu mano Choris”, enquanto olhava para o céu.

A apresentação também contou com a participação de Sandrão, do RZO, e do filho do rapper Sabotage, morto há dez anos. A dupla acompanhou a banda em uma versão inusitada de “Respeito é Pra quem Tem”.

Apesar da execução agressiva de algumas canções, como “Rubão, o Dono do Mundo”, havia um clima familiar no show, com a presença de parentes dos integrantes da Banca no canto do palco. Além disso, alguns fãs conseguiram subir e arrancar abraços e afagos de Champignon e cia.

A banda fechou o set com “Papo Reto”, e Champignon agradeceu ao público, inclusive estimando o número de presentes. “Vocês são 70 mil aí, nós somos apenas cinco aqui, mas estamos fazendo muito barulho”, disse o vocalista.

O público preencheu a avenida São João até aproximadamente a altura da rua Aurora. A Polícia Militar não informou o número de pessoas que assistiram ao show.

Leia tudo sobre: a bancamúsicavirada culturaligsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas