Diretor de novo "Jornada nas Estrelas" busca públicos mais amplos

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

J. J. Abrams, nome por trás das séries "Alias" e "Lost", disse que quer atrair mais do que os fãs da série futurista. "Este filme não pretende ser apenas para poucos", disse

Reuters

O diretor J.J. Abrams espera persuadir o grande público cinematográfico a "audaciosamente ir aonde nenhum homem jamais esteve" e a assistir ao novo capítulo de "Jornada nas Estrelas", uma franquia habitualmente reservada aos fãs mais convictos de ficção científicos.

O homem por trás das séries de televisão "Alias" e "Lost" declarou à Reuters que teve dúvidas inicialmente quando a Paramount Pictures, da Viacom, propôs-lhe ficar a cargo da saga cinematográfica, cujas versões de 1998 e 2002 não conseguiram atrair o público.

Mas então começou a analisar como fazer um filme "Jornada nas Estrelas" que atrairia uma audiência mais ampla, esquecendo seu legado e centrando-se no drama.

Cena de 'Star Trek: Além da Escuridão'. Foto: DivulgaçãoCena de 'Star Trek: Além da Escuridão'. Foto: DivulgaçãoCena de 'Star Trek: Além da Escuridão'. Foto: DivulgaçãoCena de 'Star Trek: Além da Escuridão'. Foto: DivulgaçãoCena de 'Star Trek: Além da Escuridão'. Foto: DivulgaçãoCena de 'Star Trek: Além da Escuridão'. Foto: DivulgaçãoCena de 'Star Trek: Além da Escuridão'. Foto: DivulgaçãoCena de 'Star Trek: Além da Escuridão'. Foto: DivulgaçãoCena de 'Star Trek: Além da Escuridão'. Foto: DivulgaçãoCena de 'Star Trek: Além da Escuridão'. Foto: DivulgaçãoCena de 'Star Trek: Além da Escuridão'. Foto: Divulgação

Sua primeira tentativa de "reiniciar" a epopeia com "Jornada nas Estrelas" de 2009 foi um grande êxito, embora os analistas tenham se mostrado decepcionados com o faturamento do filme no exterior, de cerca de 130 milhões de dólares.

Agora ele espera avançar mais com a sequência em 3D "Jornada das Estrelas: Além da Escuridão", o décimo segundo da saga, que estreou em 9 de maio no Reino Unido e estreará em 17 de maio nos Estados Unidos e em julho na Espanha.

"A ideia era fazer um filme que funciona em seus próprios termos... Este filme não pretende ser só para poucos. É muito mais para o público geral e não apenas para fãs de Jornada nas Estrelas", disse Abrams, com seus característicos óculos de armação preta.

A trama trata das emoções do grupo e dos dilemas morais, resultando em "uma aventura de ação... um pouco mais visceral e emocionante", disse.

Leia tudo sobre: CULTURAFILMEJORNADANASESTRELASENTREVISTA

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas