Fechado desde 2003 para restauração e modernização, Rijksmuseum volta a funcionar; local abriga obras de Rembrandt, Vermeer, entre outros

BBC

O museu estatal holandês Rijksmuseum, em Amsterdã, prepara sua reabertura após uma década de restaurações. O museu fechou as portas em 2003, como parte de um projeto de restauração e modernização que custará 375 milhões de euros.

Siga o iG Cultura no Twitter

Após a gala de abertura, o primeiro dia de visitação será gratuito. Depois, os diretores preveem a vinda de mais de 2 milhões de visitantes anuais ao local, que deve voltar a ser um dos museus mais importantes da Europa.

Os olhos dos visitantes são atraídos tanto pelas obras dos grandes mestres quanto pelos tetos e pilares decorados da galeria, que abriga mestres como Rembrandt, Vermeer, Jan Steen e Frans Hals.

Um dos destaques do museu é Ronda Noturna, de Rembrandt. A gigantesca pintura barroca é o único trabalho a ser mantido em seu local original no Rijksmuseum.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.