Nova direção do Teatro Municipal promete democratizar ópera em São Paulo

Por Luísa Pécora - iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Corpo diretivo pretende retomar "vocação lírica" do espaço e usar Vale-Cultura para ampliar acesso; veja a programação completa para 2013

O Teatro Municipal de São Paulo inicia neste sábado (23) a temporada 2013 de espetáculos sob nova direção e com dois objetivos ambiciosos: retomar sua vocação lírica e democratizar o acesso da população à ópera, contando com a ajuda do recém-sancionado Vale-Cultura. Por trás dessa missão está o novo corpo diretivo que tomou posse após a eleição do prefeito Fernando Haddad (PT): o secretário municipal da Cultura, Juca Ferreira, o diretor artístico do Municipal, maestro John Neschling, e o diretor-geral, José Luiz Herencia.

Siga o iG Cultura no Twitter

Regente do concerto sinfônico que inaugura a temporada, Neschling não deixa dúvidas de que seu foco será a ópera: sete neste ano e dez no ano que vem. “O Municipal é um teatro de ópera e vamos fazer com que volte à sua vocação", afirmou, durante encontro com jornalistas. “É uma falácia dizer que o gênero foi ultrapassado. Há poucos compositores, mas a ópera ainda é um dos espetáculos mais populares do mundo. É como futebol: as pessoas fazem fila. Queremos que esse teatro receba a ópera contemporânea, moderna, mesmo que escrita há anos.”

Entrada do Teatro Municipal de São Paulo. Foto: Luísa PécoraEntrada do Teatro Municipal de São Paulo. Foto: Luísa PécoraEntrada do Teatro Municipal de São Paulo. Foto: Luísa PécoraPlateia do Teatro Municipal, vista do palco. Foto: Luísa PécoraPalco do Teatro Municipal, visto da plateia. Foto: Luísa PécoraO "fosso" da orquestra. Foto: Luísa PécoraPrédio da Praça das Artes, complexo cultural ligado ao teatro. Foto: Luísa PécoraPrédio da Praça das Artes, complexo cultural ligado ao teatro. Foto: Luísa PécoraPrédio da Praça das Artes, complexo cultural ligado ao teatro. Foto: Luísa PécoraSala de apresentações na Praça das Artes. Foto: Luísa PécoraDetalhe da sala de apresentação na Praça das Artes. Foto: Luísa PécoraSala para aula de música na Praça das Artes. Foto: Luísa PécoraSala para aula de dança na Praças das Artes. Foto: Luísa PécoraSala para aula de dança na Praças das Artes. Foto: Luísa PécoraEspaço ainda em obras na Praça das Artes. Foto: Luísa Pécora

A escolha de Neschling e Herencia para a direção do Municipal foi uma das primeiras decisões do secretário, que chamou o teatro de "joia da Coroa" capaz de fortalecer o centro e "representar o momento de redescoberta de afeto pela cidade". Para fazer com que todos os moradores "se sintam convidados" a frequentar o espaço, Ferreira prometeu preços populares (entre R$ 10 e R$ 60 para concertos, e a mesma faixa de preço para óperas), realização de eventos abertos e a possibilidade de utilização do Vale-Cultura, um benefício mensal de R$ 50 reais para trabalhadores celetistas que ganham até cinco salários mínimos. O vale poderá ser usado tanto na compra de entradas individuais quanto nas assinaturas para a temporada lírica prevista para o segundo semestre.

O secretário rejeitou a sugestão de uma jornalista de que era preciso "ensinar" a população "que só gosta de funk e pagode" a frequentar o teatro. "A ideia de biscoito fino para as massas, que saiu de São Paulo, é importante no processo de desenvolvimento cultural. Não é uma coisa ou outra, ou ópera ou funk. É ópera e funk. A possibilidade de a população ter acesso ao que gosta é um critério fundamental", afirmou.

Juca Ferreira acrescentou que as escolas e a família têm papel importante em estimular o gosto por arte. "É evidente que a música sinfônica tem um público menor, mas não necessariamente é uma área da arte que não tem público. Toda vez que as orquestras saem para se apresentar, encontram tremenda receptividade por parte da população."

Programação

A programação do primeiro semestre traz principalmente concertos sinfônicos e balés - a companhia, aliás, celebra 45 anos em 2013 e apresentações comemorativas acontecerão em abril. A ópera "Ça Ira", de Roger Waters (do grupo Pink Floyd), dará uma prévia da temporada lírica, com início previsto para junho. 

Divulgação
Herencia, Ferreira e Neschling durante coletiva no Municipal

Espetáculos como "A Carreira do Libertino", de Stravinky, "Aída", de Verdi e "Don Giovanni", de Mozart, terão equipes formadas por profissionais brasileiros e convidados internacionais. "Não existe nacionalismo na arte. Quem é bom tem que tocar no palco de qualquer lugar do mundo", disse Neschling. "Minha ideia é fazer essa mistura.”

Sem demissões

Neschling se esforçou para sinalizar que não pretende fazer demissões ou reavaliações, como aconteceu quando assumiu a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp), nos anos 1990. Segundo ele, os 116 músicos que integram o corpo do Municipal são "grandes artistas".

"Fiz avaliações na Osesp porque ela praticamente não existia. Estava desfeita, tinham poucos membros que tocavam em diversos lugares, que tocavam além da idade, que tinham a orquestra como bico", explicou. "Aqui não, aqui a orquestra existe. Só é preciso dar dignidade aos músicos."

Duas alterações na equipe do Municipal foram anunciadas: Iracity Cardoso é a nova diretora do Balé da Cidade de São Paulo e Bruno Facio é o regente do Coral Paulistano. Mário Zaccaro permanece regendo o Coral Lírico, Jamil Maluf continua à frente da Orquestra Experimental de Repertório, enquanto as diretoras das escolas de dança e música, Susana Yamauchi e Naomi Munakata, respectivamente, seguem nos cargos. 

Orçamento e obras

A nova gestão também pretende uniformizar o modelo de contratação dos funcionários dos corpos estáveis, hoje variados, e usar parte do orçamento de R$ 65 milhões para reformar as áreas técnicas e de bastidores, já que as restaurações recentes se restringiram às áreas nobres.

“Excelência começa no vaso sanitário, em um banheiro limpo, administrado, higienizado, em um restaurante funcionando adequadamente, em camarins em condições plenas de funcionamento, em espaços de ensaio dignos, em regimes de trabalho bem planejados, numa administração transparente”, afirmou Herencia, sem estipular prazos.

O diretor-geral pretende se afastar do tipo de parceria privada com base em isenção fiscal que represente qualquer controle das empresas sobre a programação do teatro. Além disso, estuda a criação de um fundo permanente de doações, prática comum no exterior. "O Municipal pode ser ponta de lança desse tipo de pensamento no Brasil", afirmou Herencia.

Praça das Artes

O corpo diretivo também apresentou suas previsões para a conclusão das obras da Praça das Artes, complexo cultural que começou a ser construído em 2009 e que engloba o quadrilátero das ruas Fomosa, Conselheiro Crispiniano, Praça Ramos de Azevedo e avenida São João.

O módulo 1 está praticamente finalizado e deve ter útimos reparos concluídos até o dia 25 de fevereiro. A partir de 4 de março, o espaço passa a ser ocupado pelos 1.200 alunos das escolas de arte, bem como os funcionários do setor administrativo. No total, são 39 salas de música (adaptadas para cada tipo de instrumento) e 10 salas de dança.

No primeiro semestre espera-se concluir a licitação da obra do módulo 2, que será a residência dos corpos artísticos, dedicada aos ensaios da Orquestra Sinfônica Municipal, Orquestra Experimental de Repertório, Balé da Cidade de São Paulo, Coral Lírico, Quarteto de Cordas de São Paulo e o Coral Paulista. O módulo 3, que prevê a construção de outro auditório, deve ter licitação no fim do ano, com inauguração em 2014.

Getty Images
Teatro Municipal de São Paulo, inspirado na Ópera de Paris

Veja a programação completa do Teatro Municipal em 2013:

Fevereiro

23 (sábado) 20h e 24 (domingo) 11h – concerto sinfônico de abertura da temporada
Orquestra Sinfônica Municipal/Coral Lírico/Coral Paulistano
Regente – John Neschling
R. Wagner: Prelúdio e morte de amor de "Tristão e Isolda"
C. Guarnieri: Sinfonia N° 2
G. Verdi: “Quattro pezzi sacri”

Março

02 (sab) 20h e 03 (dom) 11h – concerto sinfônico OSM II
Orquestra Sinfônica Municipal
Regente – Jader Bignamini
O. Respighi: Suite do balé “La boutique fantasque” Op. 120
O. Respighi: “Fontane di Roma”
N. Rimsky-Korsakov: “Scheherazade”, op. 35

09 (sab) 20h e 10 (dom) 11h – concerto sinfônico OSM III
Orquestra Sinfônica Municipal
Regente – Yoram David
W. A. Mozart: Sinfonia N° 39, K. 543
A. Dvorak: Sinfonia N° 7, op. 7

17 (dom) 11h – concerto sinfônico OER I
Orquestra Experimental de Repertório
Piano – José Fehali
Regente – Jamil Maluf
W. A. Mozart: Abertura "O Rapto do Serralho"
W. A. Mozart: Concerto para piano N° 23, KV 488
A. Bruckner: Sinfonia N° 6

23 (sab) 20h, 24 (dom) 11h – concerto sinfônico OSM IV
Orquestra Sinfônica Municipal
Piano – Arnaldo Cohen
Regente – John Neschling
S. Rachmaninov: Concerto para piano N° 2, op. 18
S. Rachmaninov: Sinfonia N° 2, op. 27

31 (dom) 11h – concerto especial no Auditório do Ibirapuera (palco aberto)
Orquestra Sinfônica Municipal/Coral Lírico
Regente – John Neschling
R. Wagner: Abertura “Die Meistersinger von Nünberg”
G. Bizet: “Habanera”, de “Carmen”
G. Bizet: “Votre toast, je peux vous le rendre”, de “Carmen”
G. Verdi: Abertura “La Forza del destino”
G. Verdi: Coro “Noi siamo zingarelle”, de “La traviata”
G. Verdi: Coro “Vedi le fosche notturne spoglie”, de “Il trovatore”
G. Puccini: Intermezzo de “Manon Lescaut”
G. Verdi: Coro “Va pensiero”, de Nabucco
P. Mascagni: “Inneggiamo, Il Signor non è morto”, de “Cavalleria Rusticana”
G. Verdi: Coro “Libiamo ne'lieti calicci”, de “La Traviata”

Abril

04 (qui) 20h, 05 (sex) 20h, 06 (sab) 20h, 07 (dom) 18h – dança I
Balé da Cidade de São Paulo – Comemoração de 45 anos da Companhia

13 (sab) 20h, 14 (dom) 11h – concerto sinfônico OSM V
Orquestra Sinfônica Municipal
Piano – Sergio Tiempo
Regente – Victor Hugo Toro
A. C. Gomes: Abertura da ópera “Fosca”
M. Ravel: Concerto para piano e orquestra em Sol Maior
F. Schubert: Sinfonia nº 9

21 (dom) 11h – concerto sinfônico OER II
Orquestra Experimental de Repertório
Regente – Thiago Tavares
P.I.Tchaikovsky: Marcha Eslava, op.31
P.I.Tchaikovsky: Francesca da Rimini, op.32
P.I.Tchaikovsky: Sinfonia nº 2, op.17, em dó menor

Maio

02 (qui) 20h, 04 (sab) 20h, 07 (ter) 20h, 09 (qui) 20h – ópera I
R. Waters “Ça Ira”
Orquestra Sinfônica Municipal/Coral Lírico
Direção cênica – André Heller-Lopes
Regente – Rick Wentworth

18 (sab) 20h, 19 (dom) 11h – concerto sinfônico OSM VI
Orquestra Sinfônica Municipal/CoralLírico
Soprano –Fiorenza Cedolins
Regente – Victor Hugo Toro
F. Braga: “Paysage”
R. Strauss: “Quatro ultimas canções”
J. Brahms: Nänie, op.82
J. Brahms: Gesang der Parzen, op.89
J. Brahms: Schicksalslied, op.54

25 (sab) 20h, 26 (dom) 11h – concerto sinfônico OSM VII
Orquestra Sinfônica Municipal
Piano - Ricardo Castro
Regente – Roman Brogli-Sacher
R.Strauss: “Don Juan” op. 20
J. Brahms: Concerto para piano n° 1, op 15
W. Lutoslawski: Concerto para orquestra

Junho

01 (sab) 20h, 02 (dom) 11h – concerto sinfônico OSM VIII
Orquestra Sinfônica Municipal
Regente – John Neschling
B. Britten: Four Sea interludes
G. Mahler: Sinfonia N° 1

08 (sab) 20h, 09 (dom) 11h – concerto sinfônico OSM IX
Orquestra Sinfônica Municipal
Piano – Pascal Rogé
Regente – John Neschling
W. A. Mozart: Concerto para piano N° 25
D. Shostakovich: Sinfonia N° 5

12 (qua) 20h, 14 (sex) 20h, 16 (dom) 18h, 18 (ter) 20h – ópera II
Orquestra Experimental de Repertório
Direção cênica – Jorge Takla
Regente – Jamil Maluf
I. Stravinsky: “The Rake’s progress”

22 (sab) 20h, 23 (dom) 11h – concerto sinfônico OSM X
Orquestra Sinfônica Municipal
Piano – Anastásia Voltchok
Regente – Ernest Martinez Izquierdo
P. I. Tchaikovsky: Concerto para piano N° 1
I. Stravinsky: “Pássaro de fogo”, suíte
M. De Falla: “Sombreiro de três picos”, suíte N° 2

30 (dom) 11h – concerto sinfônico OER III
Orquestra Experimental de Repertório
Violino – Kristof Barati
Regente – Jamil Maluf
D. Shostakovich: Abertura Festiva
D. Shostakovich: Sinfonia nº 9, op.70, Mi bemol Maior
E. Lalo: Sinfonia Espanhola, op.21

Julho

04 (qui) 20h, 05 (sex) 20h, 06 (sab) 20h, 07 (dom) 18h – dança II
Balé da Cidade de São Paulo/Orquestra Sinfônica Municipal

13 (sab) 20h, 14 (dom) 11h – concerto sinfônico OSM XI
Orquestra Sinfônica Municipal
Clarinete – Paul Meyer
Regente – Alexander Vedernikov
W. A. Mozart: Concerto para clarinete

20 (sab) 20h, 21 (dom) 11h – concerto sinfônico OSM XII
Orquestra Sinfônica Municipal
Regente – Max Valdés
R. Wagner: Abertura de “O Navio Fantasma”
J. Sibelius: Sinfonia N° 2

27 (sab) 20h, 28 (dom) 17h – Cinema em Concerto 20 anos
“Amor em tempos de guerra”
Orquestra Experimental de Repertório
Curadoria – Alexandre Guerra
Regente – Jamil Maluf

Agosto

09 (sex) 20h, 11 (dom) 18h, 13 (ter) 20h, 15 (qui) 20h, 17 (sab) 20h, 18 (dom) 18h, 20 (ter) 20h, 22 (qui) 20h, 24 (sab) 20h, 25 (dom) 18h – ópera III
G. Verdi “Aida”
Orquestra Sinfônica Municipal/Coral Lírico
Produção do Maggio Musicale Fiorentino
Direção cênica – Ferzan Özpetek
Regente – John Neschling

10 (sab) 20h – concerto sinfônico OER IV
Orquestra Experimental de Repertório
Harpa – Soledade Yaya
Regente – Victor Hugo Toro
F.Mendelssohn: Abertura “A Gruta de Fingal”
M.Bruch: Scottish Fantasy, op. 46
R.Schumann: Sinfonia nº 1, op. 38, Si bemol maior, “Primavera”

31 (sab) 20h – concerto sinfônico OSM XIII
Orquestra Sinfônica Municipal
Regente – Oleg Caetani

Setembro

01 (dom) 11h – concerto sinfônico OSM XIII
Orquestra Sinfônica Municipal
Regente – Oleg Caetani

07 (sab) – “Concerto especial de Sete de Setembro”
Orquestra Experimental de Repertório
Regente – Jamil Maluf

12 (qui) 20h, 14 (sab) 20h, 15 (dom) 18h, 17 (ter) 20h, 19 (qui) 20h, 21 (sab) 20h, 22 (dom) 18h
W. A. Mozart “Don Giovanni” – ópera IV
Orquestra Sinfônica Municipal/Coral Paulistano
Produção do Teatro Municipal de Santiago
Direção Cênica – Pier Francesco Maestrini
Regente – Yoram David

26 (qui) 20h, 27 (sex) 20h, 28 (sab) 20h, 29 (dom) 18h – dança III
Balé da Cidade de São Paulo

Outubro

12 (sab) 17h – concerto sinfônico OER V
Orquestra Experimental de Repertório/ Cia. Imago
Regente – Jamil Maluf
C. Saint-Saëns: “O Carnaval dos Animais”
S. Prokofiev: “Pedro e o Lobo”

15 (ter) 20h, 17 (qui) 20h, 19 (sab) 20h, 20 (dom) 18h, 22 (ter) 20h, 24 (qui) 20h, 26 (sab) 20h, 27 (dom) 18h – ópera V
P. Mascagni “Cavalleria Rusticana”/ A. F. Braga “Jupyra”
Orquestra Sinfônica Municipal/Coral Lírico
Direção Cênica – Pier Francesco Maestrini
Regente – Victor Hugo Toro

Novembro

03 (dom) 11h – concerto sinfônico OER VI
Orquestra Experimental de Repertório
Regente – Jamil Maluf
A. Pärt: “Cantus in Memory of Benjamin Britten”
B.Britten: Cantata Acadêmica, “Carmen Basiliense”, op.62
B.Britten: Sinfonia de Réquiem

09 (sab) 20h, 12 (ter) 20h, 14 (qui) 20h, 16 (sab) 20h – ópera VI
R. Wagner “O Ouro do Reno”
Orquestra Sinfônica Municipal
Direção cênica – André Heller-Lopes
Regente – Luiz Fernando Malheiro

23 (sab) 20h e 24 (dom) 11h – concerto sinfônico OSM XIV
Orquestra Sinfônica Municipal/Coral Paulistano
Regente – Rinaldo Alessandrini
J. S. Bach: Suite para orquestra N° 3
W. A. Mozart: “Requiem”

Dezembro

01 (dom) 11h – concerto sinfônico OER VII
Orquestra Experimental de Repertório
Piano – Horácio Gouveia
Regente – Guilherme Mannis
F. Menezes: “laçoentrelaço” (primeira audição mundial)
Willy Corrêa de Oliveira: Piano Concerto
J. A. de Almeida Prado: Sinfonia dos Orixás

10 (ter) 20h, 12 (qui) 20h, 14 (sab) 20h, 15 (dom) 18h, 17 (ter) 20h, 19 (qui) 20h, 21 (sab) 20h, 22 (dom) 18h, 26 (qui) 20h, 28 (sab) 20h, 29 (dom) 18h – ópera VII
G. Puccini “La Bohème”
Orquestra Sinfônica Municipal/Coral Lírico
Produção do Teatro Real de Madrid
Direção – Giancarlo del Monaco
Regente – John Neschling

Leia tudo sobre: teatro municipaligspsão pauloópera

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas