Ato ecumênico de Niemeyer, ateu, tem canção de Caymmi e Internacional Socialista

Cerimônia durou cerca de 30 minutos e foi celebrada por padre, rabino e pastor luterano; veja vídeo

Raphael Gomide - iG Rio de Janeiro | - Atualizada às

O ato ecumênico de corpo presente celebrado em homenagem ao comunista ateu Oscar Niemeyer teve orações de três religiões, cantos em português e hebraico, canção de Dorival Caymmi e foi finalizado pela "Internacional Socialista", cantada a plenos pulmões por muitos presentes e aplaudida ao final.

O arquiteto Oscar Niemeyer morreu na quarta-feira (dia 5) . Ele tinha 104 anos e estava internado em hospital no Rio desde o início de novembro.

Leia também: Corpo de Niemeyer é velado com honras no Rio

A cerimônia durou cerca de 30 minutos e foi celebrada pelo padre Jorjão, pelo rabino Nilton Bonder e pelo pastor luterano Mozart Noronha, para cerca de 150 pessoas, no hall do Palácio da Cidade, em Botafogo, onde foi velado Oscar Niemeyer .

Familiares de Luís Carlos Prestes lamentam a morte de Niemeyer
"Prédios de Niemeyer parecem flutuar", diz Ferreira Gullar
Dilma decreta luto oficial de sete dias pela morte de Oscar Niemeyer
Criador da Sapucaí, Niemeyer já foi homenageado no carnaval carioca
Centenário, Niemeyer tinha aulas semanais de filosofia, cosmologia e física
"Niemeyer fez de tudo, mas não conseguiu fazer um estádio de futebol"
Niemeyer tem projetos de universidade, vinícola e igreja em andamento no mundo

A viúva, Vera Lúcia, emocionou-se quando o pastor leu um poema que fez para Niemeyer, dizendo que um mural, no céu, homenageava o arquiteto cantando a Internacional Socialista, hino do socialismo, e ele carregava uma bandeira vermelha, a foice e o martelo, símbolos do comunismo, do qual foi adepto por toda a vida.

Em seguida, foi cantada, com emoção, "Suíte do Pescador", de Dorival Caymmi, aplaudida. Os religiosos entoaram então uma canção em hebraico que pedia paz.

Foi então que, em um desfecho talvez inesperado para um ato religioso - mas não tanto em se tratando do velório de um notório comunista -, um grupo começou a cantar a "Internacional Socialista".

"Companheiro Niemeyer? Presente! Companheiro Niemeyer? Presente!"

Foi o momento mais aplaudido.

Em seguida, o corpo do arquiteto foi levado para o Cemitério São João Batista, onde seria enterrado.

    Leia tudo sobre: oscar niemeyer

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG