Peça teatral de Agatha Christie faz 60 anos em cartaz

Exibida em Londres desde 1952, "The Mousetrap" já ultrapassou as 25 mil apresentações

iG São Paulo |

Neste domingo (25) a peça "The Mousetrap" ("A Ratoeira", em português), da escritora britânica Agatha Christie, completa 60 anos em cartaz na região de West End, em Londres. No dia 18 deste mês ocorreu sua encenação de número 25 mil, o que faz do espetáculo o mais longevo da história do teatro moderno.

Siga o iG Cultura no Twitter

A história de "The Mousetrap" começou em 1947, como uma peça escrita para o rádio chamada "Three Blind Mice" ("Três Ratos Cegos", em português). Sua trama foi inspirada pela história real de um menino morto em um abrigo dois anos antes.

A mudança de nome foi sugerida pelo genro da escritora, Anthony Hicks, inspirado por um diálogo da peça "Hamlet", de William Shakespeare. Nela, o personagem principal batiza como "The Mousetrap" a peça cujo prólogo ele havia sido exibido.

Após escrevê-la, Christie deu ao neto, Matthew Prichard, os diretos legais da obra como presente por seu aniversário. Fora de West End o espetáculo só pode ser realizado uma vez anualmente. Além disso, a peça não pode ser adaptada até que sua temporada no teatro se encerre.

Leia também: Agatha Christie ganhará estátua de bronze em Londres

Christie pediu que o conto não fosse publicado enquanto o espetáculo estivesse em cartaz. Apesar de ter a vontade respeitada no Reino Unido, a história ganhou uma publicação nos Estados Unidos durante a década de 1950.

Por tradição, ao final do espetáculo o elenco pede ao público que não revelo seu final, momento em que a identidade do assassino é revelada.

    Leia tudo sobre: Agatha ChristieThe Mousetrapteatro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG