Conheça as atrações do "pior museu de cera" da Grã-Bretanha

Beatles, Elvis e Lady Di são alguns dos bonecos expostos no Louis Tussaud House of Wax

BBC Brasil |

BBC

Um museu de cera em Norfolk, leste da Inglaterra, foi descrito como o "pior museu de cera do mundo" e ganhou fama de local de visitação "cult" na internet.

O Louis Tussaud House of Wax existe desde 1955 e cobra 5 libras (cerca de R$ 16) pela entrada. Seus bonecos de cera mostram pouca semelhança com os personagens históricos, celebridades, artistas e membros da família real que tentam retratar.

Siga o iG Cultura no Twitter

O museu tem mais de 150 bonecos de cera, a maioria das décadas de 1970 e 1980, incluindo o príncipe Charles e uma princesa Diana com cabelos mais compridos, diferente do corte usado por ela quando morreu. Um dos bonecos mais atuais, do príncipe William, tem muito cabelo e é pálido.

Em sites de viagem como o Trip Advisor as avaliações dos visitantes do museu afirmam que o local é "obrigatório", que "vale pelas risadas" e que é "tãããão ruim que é bom".

Muitos destacam seu cheiro estranho e a atmosfera sinistra. Outros afirmam ter viajado até Norfolk apenas para uma visita ao museu. E a maioria diz que consegue identificar quem os bonecos tentam representar apenas depois de ler as placas com os nomes.

Veja também: Museu de Arte Ruim expõe quadros de pessoas comuns nos EUA

Apesar de toda a fama conquistada na internet, o Louis Tussaud House of Wax corre o risco de acabar. Se os seus dois proprietários, Peter Hayes, 85 anos, e sua esposa Jane, de 82, não encontrarem ninguém para assumir a administração, o espaço poderá ser fechado.

A BBC Brasil entrou em contato com o museu e, em uma conversa rápida, Jane afirmou que o marido ficou muito doente recentemente. Ela também afirmou que, como de costume, o local deve fechar durante o inverno no hemisfério Norte.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG