Obra de Basquiat pode chegar a R$ 40 milhões e bater recorde em leilão

Pintura sem título mostra um pescador exibindo peixes pendurados pelo anzol

Reuters - com iG São Paulo |

Reuters

Reprodução
Obra sem título de Basquiat, de 1981

Uma das primeiras obras de Jean-Michel Basquiat pode bater em novembro o recorde de preço do artista, disse a casa de leilões Christie's na terça-feira (dia 18).

A obra de 1981, sem título, está há duas décadas numa coleção particular e costuma ser mostrada em grandes retrospectivas de Basquiat. Ela mostra um pescador exibindo peixes pendurados pelo anzol.

Siga o iG Cultura no Twitter

A Christie's estima que a obra seja arrematada por cerca de US$ 20 milhões (R$ 40,4 milhões), o que, junto com as comissões, elevará o preço acima do recorde anterior de Basquiat, de US$ 20,1 milhões (R$ 40,6 milhões), alcançado num leilão em junho em Londres.

"Grandes obras de Basquiat se tornaram quase impossíveis de achar nos últimos anos", disse em nota Loic Gouzer, especialista em arte contemporânea da Christie's. "O mercado está há muito tempo esperando por uma obra desse calibre e frescor. Basquiat é cada vez mais reconhecido como um grande mestre da arte do pós-Guerra, junto com De Kooning, Warhol e Pollock."

Basquiat, artista de origem haitiana, começou sua carreira no final dos anos 1970 em Nova York, desenhando grafites. Chegou a vender camisetas e postais nas ruas antes de se tornar um nome celebrado nas artes. Ele morreu em 1988, aos 27 anos.

    Leia tudo sobre: jean-michel basquiatarteleilão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG