"Virada Impressionista" atrai 16 mil pessoas a museu de São Paulo

Centro Cultural Banco de Brasil ficou aberto ao longo da madrugada de sábado para domingo na abertura de exposição com obras-primas do impressionismo francês

Agência Estado |

Agência Estado

Balada paulistana do último sábado: passar a noite em uma exposição. Foi a Virada Impressionista , que fez com que o Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), no centro de São Paulo, ficasse aberto das 15h de sábado às 22h de domingo. A expectativa dos organizadores era receber, durante todo esse período, 8 mil pessoas. Mas o número foi alcançado já às 6h de domingo e o balanço final foi de 16 mil. E as filas não paravam.

INFOGRÁFICO: entenda o quadro "O Tocador de Pífano", obra-prima de Manet

"Sou apaixonado por arte e estava ansioso. Não queria deixar de ver esses quadros já no primeiro dia", disse o jardineiro Jarbas de Oliveira, de 57 anos, que vestiu paletó e gravata – e segurava um chapéu na mão enquanto contemplava os quadros.

AE
Filas marcaram abertura do CCBB de São Paulo durante a noite e madrugada

Cidade 24 horas por vocação, São Paulo redescobriu o potencial de eventos madrugada adentro em 2006, com a primeira edição da Virada Cultural. De lá para cá, a prefeitura tem usado e abusado do recurso: além da Cultural, anualmente um retumbante sucesso, tem ainda a Sustentável e a Esportiva e está para sair a Gastronômica. Na esteira desse sucesso, instituições que não têm a ver com a Prefeitura também vislumbraram a possibilidade.

Siga o iG Cultura no Twitter

É o caso do CCBB. O centro cultural decidiu abrir as portas de modo ininterrupto no primeiro fim de semana da mostra "Impressionismo: Paris e a Modernidade" . Uma das principais exposições paulistanas do ano, reúne 85 pinturas da coleção de um dos mais importantes museus franceses, o Museu D'Orsay. Entre elas, obras de Paul Cézanne, Claude Monet, Edouard Manet, Vincent Van Gogh e Auguste Renoir.

Para o público, a ideia pareceu boa. "Quando fiquei sabendo, logo achei que seria um programa diferente para o sábado à noite", comentou a arquiteta Carolina Laconalio, de 27 anos, meio assustada com o tamanho da fila. "Mas acho que todos tiveram a mesma ideia, não é?" Seu namorado, o músico Demétrios Galhiasse, de 31, concordou. "Só não esperava tanta gente assim."

Leia também: Obras-primas de Monet, Van Gogh e outros impressionistas no Brasil

Uma base móvel da Polícia Militar esteve a postos na frente do CCBB durante toda a madrugada – mas não foram registrados incidentes relacionados ao evento.

SERVIÇO - Exposição "Impressionismo: Paris e a Modernidade"
Centro Cultural Banco do Brasil de São Paulo
Rua Álvares Penteado, 112, Centro
De 4 de agosto a 7 de outubro de 2012
Das 7h às 10h (visitas agendadas)
Das 10h às 22h (público em geral)
Entrada gratuita
Informações: (11) 3113-3651 / 3113-3652

    Leia tudo sobre: impressionismoccbbviradaarte

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG