A mostra Viva Elis conta, entre outras coisas, com cerca de 200 fotos da cantora e um documentário com depoimentos de vários artistas que trabalharam com ela

No dia 9 de agosto o CCBB do Rio de Janeiro inaugura a exposição Viva Elis, idealizada por João Marcelo Bôscoli. A mostra é uma homenagem a um dos maiores ícones da MPB, Elis Regina (1945-1982).

A exposição faz parte de um conjunto de eventos para celebrar a carreira da cantora, morta precocemente com apenas 36 anos vítima de overdose. Uma turnê com Maria Rita, filha de Elis, cantando os sucessos da mãe e cinco capitais brasileiras deu início ao projeto em março deste ano. Em abril a exposição foi inaugurada em São Paulo e foi vista por 30 mil pessoas.

Nas oito salas dedicadas à exposição, o público carioca poderá conferir cerca de 200 fotos de Elis Regina, além de entrevistas, ingressos, posters de shows, vídeos de apresentações, especiais de televisão, réplica de figurinos, revistas e jornais da época. Um documentário com depoimentos de vários artistas que trabalharam com Elis também faz parte da exposição. O conteúdo foi reunido pelo curador Allen Guimarães e é composto de arquivos de família, materiais cedidos pela imprensa e doações de milhares de fãs.

Idealizador da mostra, João Marcelo Bôscoli dá palpite sobre o que mais deve impressionar o público: “O que deve emocionar mais as pessoas é uma sala onde poderão ouvir a voz de Elis sem acompanhamento instrumental, solo”.

A exposição, que tem entrada franca, seguirá para outras cidades após a capital carioca: Recife e Belo Horizonte.

Viva Elis

Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro

Rua Primeiro de Março, 66

Informações: (21) 3808-2020

De 09 de agosto a 28 de setembro

De terça-feira a domingo, das 9h às 21h

Entrada franca

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.