Joinville recebe 'maratona' de dança

Festival na cidade catarinense será palco de 2.579 coreografias de 695 grupos

iG São Paulo por Paola Trocoli | - Atualizada às

Começou oficialmente na noite desta quarta-feira (18) a 30ª edição do Festival de Dança de Joinville (SC), o mais importante encontro de bailarinos do país - e o maior do mundo, segundo o Guinness Book, em número de participantes.

Durante dez dias, a cidade catarinense será palco de apresentações de balé clássico, jazz, sapateado, dança de rua, danças populares, além de aulas, workshops, palestras, seminários e competições com os nomes mais importantes do Brasil.

As bailarinas Ana Botafogo e Cecília Kerche, por exemplo, ficaram encarregadas das apresentações na noite de abertura, que lotou o Centreventos Cau Hansen. Para uma plateia de quase 4 mil pessoas, Ana fez uma homenagem à bailarina Isadora Duncan. Isadora foi precursora do balé moderno, possuía uma atitude transgressora e espírito livre que se tornaria um símbolo para o feminismo. Na segunda etapa, Cecília se juntou à Escola do Teatro Bolshoi para a montagem de um clássico do balé de repertório: "Raymonda".

Siga o iG Cultura no Twitter

A ministra da Cultura, Ana de Hollanda, também participou da cerimônia e assistiu ao espetáculo. Em seu discurso, destacou o ato ousado do festival, que instituiu um encontro nacional de dança, há 30 anos, em uma cidade que não é capital e não está no eixo Rio-São Paulo. “Hoje, quando se fala em dança no Brasil, se fala em Joinville. Sou uma apaixonada por esta arte e o ministério estará sempre aberto e apoiando a dança no Brasil”, disse a ministra.

Nesta edição, 2.579 coreografias de 695 grupos foram inscritas para participar da mostra competitiva, meia ponta (apresentações infantis) e palcos abertos (apresentações gratuitas). Dez companhias irão se apresentar na mostra contemporânea de dança, no teatro Juarez Machado, e cerca de 47 mil pessoas são esperadas.

Em 23 de julho, acontece a noite de gala, quando grupos que fizeram história no festival se unem para uma performance inédita coreografada por Ricardo Scheir.

    Leia tudo sobre: festival de dança de joinvilleculturabalé

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG