Peça 'Passional', inspirada em contos de João do Rio, estreia em São Paulo

Espetáculo é baseado em histórias do escritor carioca; temporada no Teatro Augusta começa nesta quarta-feira

Agência Estado |

Agência Estado

Divulgação
Cena do espetáculo "Passional"

Há uns dois anos, uma reportagem sobre o monólogo "Dentro da Noite", adaptação de contos do carioca João do Rio, interpretado por Marcus Alvisi e dirigido pelo cantor Ney Matogrosso, chamou a atenção do ator André Corrêa. 

Apaixonado pela obra de Nelson Rodrigues, ele descobriu que aquele autor que retratava o cotidiano do Rio de Janeiro do início do século 20 tinha sido grande influência para os escritos do "anjo pornográfico", como é conhecido o autor de "Vestido de Noiva".

Depois disso, Corrêa foi ler os contos e pesquisar sobre a produção literária e a vida do escritor e jornalista, e também se apaixonou pelas histórias contundentes e de humor ácido de João do Rio.

E ao receber o convite da Cia. do Covil para estrear na direção, propôs ao grupo uma montagem em torno das crônicas do "dândi" carioca. Surgiu, então, "Passional", que estreia nesta quarta, no Teatro Augusta, peça que traz oito contos do autor que tratam de relações amorosas.

"Ele era um acadêmico da Academia Brasileira de Letras, frequentava a alta roda política, econômica e cultural brasileira, só que, ao mesmo tempo, era um cara que frequentava os puteiros da Lapa, o baixo clero. Era gay, mulato, e transitava entre as camadas sociais com uma desenvoltura muito grande", comenta Corrêa.

"Apesar de ele fazer parte dessa intelectualidade, eles torciam um pouco o nariz para o João do Rio, só que eram obrigados a engoli-lo porque ele tinha um sucesso popular enorme."

Consta-se que no enterro do escritor, que morreu precocemente aos 41 anos, vítima de uma ataque cardíaco, em 1921, compareceram 100 mil pessoas, ou 10% da população fluminense à época.

Assim como Nelson Rodrigues, João do Rio soube retratar as contradições humanas a partir de suas observações das ruas. Dos contos apresentados por Corrêa, os integrantes da Cia. do Covil escolheram aqueles que evidenciavam atitudes passionais. Crimes de amor, prostituição e adultério rondam esse universo.

Os textos selecionados foram adaptados pelos atores do grupo e pelo diretor. São eles: "História de Gente Alegre" e "Dentro da Noite", por Aluado Ramoony; "A Suicida do Trem de Enghin", por Renato de Vitto; "A Fada das Pérolas" e "O Homem da Cabeça de Papelão", por Jay Pólvora; "Créssida", por Laís Lenci; "O Bebê de Tarlatana Rosa", por Adriana Monteiro e Jay Pólvora; e "A Aventura de Rozendo Moura", por Corrêa.

Completam o elenco os atores Ângelo Aleixo, Luana Paradeda, Luciana Ribeiro, Rodrigo Monteiro e Silene Cristina. Todos ficam em cena, revezando-se entre personagens e narradores. Formam ainda uma composição cênica com seus corpos.

Passional - Teatro Augusta (Rua Augusta, 943, Cerqueira César). Tel. (011) 3151-4141. Estreia quarta, temporada até 30/8. Quarta e quinta-feira, às 21h. Ingressos: R$ 15 a R$ 30. 14 anos.

    Leia tudo sobre: PassionalJoão do RioTeatro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG