"O Grito", de Edvard Munch, será leiloado em Nova York

Valor da obra-prima do pintor norueguês pode chegar a R$ 150 milhões

iG São Paulo |

Reprodução
"O Grito", de Edvard Munch, pode ser vendido por R$ 150 milhões
O célebre quadro "O Grito", do artista norueguês Edvard Munch, uma das obras mais conhecidas da arte moderna, será leiloado pela primeira vez na próxima semana.

Siga o iG Cultura no Twitter

Segundo estimativas, o valor da pintura, concluída pelo pintor em 1895, pode chegar a US$ 80 milhões (cerca de R$ 150 milhões).

O leilão acontecerá na casa Sotheby's, em Nova York, na próxima terça-feira, dia 02 de maio.

"O Grito" já foi alvo de paródias e diversas reproduções, além de ser chamado de "O Verme", "O Feto" e "A Caveira".

A imagem pintada no quadro retrata uma figura andrógina em desespero, sobre uma ponte e tendo ao fundo um fiorde em Oslo, capital da Noruega.

A versão do quadro que vai a leilão em Nova York é uma das quatro pintadas por Munch. As outras três estão expostas em museus noruegueses.

Entre os potenciais compradores de "O Grito" no leilão da Sotheby's estão executivos europeus, colecionadores asiáticos e xeques do oriente médio. Um dos nomes mais citados nessa lista é o da família real do Qatar, que recentemente adquiriu uma pintura de Paul Cezanne por quase R$ 500 milhões.

Além do quadro de Munch, serão leiloadas também obras de Salvador Dalí, Pablo Picasso e Claude Monet, entre outros.

    Leia tudo sobre: muncho gritoleilão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG