Criança holandesa sobrevive ao acidente do avião em Trípoli

Argel, 12 mai (EFE).- Uma criança de nacionalidade holandesa que teria dez anos é até agora a única sobrevivente do acidente ocorrido hoje com um avião da companhia Afriqiyah Airways, que caiu próximo do aeroporto de Trípoli, informou hoje o ministro dos Transportes líbio, Mohammed Zidane.

EFE |

Argel, 12 mai (EFE).- Uma criança de nacionalidade holandesa que teria dez anos é até agora a única sobrevivente do acidente ocorrido hoje com um avião da companhia Afriqiyah Airways, que caiu próximo do aeroporto de Trípoli, informou hoje o ministro dos Transportes líbio, Mohammed Zidane. A criança foi levada para um hospital da capital líbia, onde está recebendo atendimento médico, embora não apresente ferimentos que levem à morte, disse o ministro, citado pela agência oficial líbia "Jana". Embora não confirmado que o pequeno fosse o único sobrevivente, há muitas probabilidades que apontam para isso, já que até o momento não se tem conhecimento da entrada de outros feridos nos hospitais de Trípoli. Zidane anunciou que os serviços de emergência resgataram 96 corpos de ocupantes do avião de diversas nacionalidades do local do acidente e também a caixa-preta da aeronave, Airbus A330. Além disso, assinalou que foi aberta uma investigação para determinar as causas da catástrofe e descartou a hipótese de atentado terrorista. No avião da Afriqiyah Airways procedente de Johanesburgo, que caiu pouco antes de aterrissar, viajavam 104 ocupantes (93 passageiros e 11 tripulantes), segundo "Jana". A televisão estatal líbia mostrou esta manhã os restos totalmente destruídos da aeronave. Pelo que pode ser visto pelas imagens, transmitidas ao vivo, o avião caiu próximo ao aeroporto, em uma região com árvores e arbustos das imediações. O equipamento aparece totalmente destruído em milhares de pequenos fragmentos, embora sem sinais de que tenha ocorrido uma explosão antes da queda. A agência de notícias "Jana" indicou que o voo era de número 771 procedente da África do Sul e que o avião caiu quando se preparava para aterrissar, às 6h no horário local (1h em Brasília). Em seu site, a companhia Afriqiyah Airways confirmou o acidente "no momento da aterrissagem". As autoridades líbias fecharam o acesso às imediações do aeroporto porque é neste local que estão chegando às ambulâncias, conforme moradores vizinhos contaram à Agência Efe. As condições meteorológicas na hora do acidente eram boas na capital da líbia. O avião devia fazer escala em Trípoli e seguir viagem para Londres, por isso acredita-se que possa haver britânicos entre os mortos, além de líbios e sul-africanos. A companhia líbia Afriqiyah Airways foi criada em 2001 com o objetivo de ligar o continente africano à Europa, à Ásia e ao Oriente Médio. EFE sk-jg/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG