Cortes nos gastos levarão economia grega a queda de 4% em 2010

Atenas, 2 mai (EFE).- O ministro das Finanças Giorgos Papaconstantinou assegurou hoje que o corte nos gastos públicos, inseridos no plano de austeridade, levarão a economia da Grécia a uma contração de 4% em 2010, dois pontos acima do previsto inicialmente.

EFE |

Atenas, 2 mai (EFE).- O ministro das Finanças Giorgos Papaconstantinou assegurou hoje que o corte nos gastos públicos, inseridos no plano de austeridade, levarão a economia da Grécia a uma contração de 4% em 2010, dois pontos acima do previsto inicialmente. A Grécia apresentou neste domingo um novo plano de austeridade que prevê uma economia de 30 bilhões de euro, 11% de seu PIB, para reduzir o hoje elevado (13,6%) déficit público a 3% em 2014. O corte de despesas afetará o crescimento econômico, com uma contração de 4% em 2010 e uma queda adicional de 2,6% em 2011. Só em 2012 se voltaria ao crescimento, com um modesto 1,1% do PIB, segundo os dados divulgados pelo ministro em Atenas antes de uma reunião com ministros da zona do euro em Bruxelas. Na terça-feira passada o Banco da Grécia calculou uma contração para 2010 de 2%, a mesma queda do PIB que o país teve em 2009. EFE afb/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG