Corregedora do CNJ pede informações sobre corrupção no MS

Eliana Calmon quer conhecer detalhes das investigações envolvendo autoridades do Estado

Alessandra Messias, iG Campo Grande |

A corregedora nacional de Justiça, ministra Eliana Calmon, solicitou informações sobre as investigações e denúncias de corrupção envolvendo magistrados do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS) e do Ministério Público Estadual. A informação é da assessoria de imprensa do TJMS.

O pedido após a veiculação de informações na imprensa, com base em vídeo gravado pelo jornalista Eleandro Passaia, com a ajuda da Polícia Federal.

Nas gravações, o deputado estadual Ary Rigo (PSDB) afirma que das devoluções de R$ 2 milhões ao governo administrado por André Puccinelli (PMDB), R$ 900 mil eram repassados ao Tribunal de Justiça e outros R$ 300 mil ao Ministério Público.

A ministra instaurou pedido de providências e solicitou ao Tribunal de Justiça esclarecimentos sobre as declarações de Rigo (PSDB) sobre o suposto envolvimento de membros do Judiciário em esquema de corrupção no Estado.

Recentemente, em funções dessas declarações André Puccinelli abriu mão dos sigilos fiscal, bancário e telefônico.

Os procuradores e promotores do MPE também abriram os sigilos bancário, fiscal e telefônico, anunciando o fato em coletiva de imprensa.

O Conselho Nacional de Justiça confirmou que o TJ/MS prestou as informações solicitadas, e que já estão em análise pela Corregedoria Nacional de Justiça.

Por se tratar de um caso que pode ter envolvimento de magistrados, o processo corre em segredo de justiça.

    Leia tudo sobre: Eleições MSEleições Puccinelli

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG