Africanos não aprovaram documento por considerar que proposta se centrava sobretudo nos interesses da Europa

A cúpula entre a União Europeia (UE) e a União Africana (UA) não conseguiu entrar num consenso para publicar uma declaração comum sobre a mudança climática, um dos documentos mais esperados da 16ª Conferência das Partes das Nações Unidas sobre Mudança Climática (COP-16), em Cancún, no México.

Fontes da UE explicaram à Agência Efe que a parte africana não estava pronta para aprovar o documento nesta terça-feira em Trípoli. Antes da terceira cúpula UE-UA, os países africanos tinham rejeitado a proposta apresentada pelos europeus, já que consideravam que se centrava sobretudo nos interesses da Europa.

Antes da reunião, várias fontes africanas tinham reconhecido também que os países do continente não tinham tido tempo suficiente para discutir a fundo o documento. A delegação da UE chegou a Trípoli e a Cancún sem ter cumprido totalmente seu compromisso de financiamento de medidas contra a mudança climática a favor de países em desenvolvimento para este ano, devido à falta de fundos prometidos da Itália.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.