Senadores dos EUA querem congelar ajuda a países pobres

Senadores republicanos acreditam que crise americana faz com que seja necessário não cumprir o acordo de Copenhague

AFP |

Os Estados Unidos devem congelar as ajudas a países em desenvolvimento destinadas à aplicação do plano sobre as mudanças climáticas acordado na Conferência de Copenhague em dezembro de 2009, estimaram nesta quinta-feira quatro senadores republicanos.

Os senadores John Barrasso, James Inhofe, David Vitter e George Voinovich escreveram à secretária de Estado, Hillary Clinton, para dizer que os Estados Unidos não podem permitir que seja gasto dinheiro desta maneira enquanto o déficit e a dívida estão em níveis tão altos.

"Mantemos nossa oposição ao compromisso americano de aplicar completamente o acordo de Copenhague, que enviará milhões de dólares dos contribuintes dos EUA para países em desenvolvimento em nome da mudança climática", diz a carta.

Segundo os senadores, os gastos americanos relacionados com o clima foram de 1,3 bilhão de dólares em 2010 e o presidente Barack Obama pediu 1,9 bilhão de dólares para 2011.

"Pedimos à administração que congele qualquer pedido de gasto adicional destinado aos programas internacionais sobre o clima", acrescentam os senadores.

    Leia tudo sobre: aquecimento globalcopcancun

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG