Confrontos entre militantes e policiais deixam 14 feridos na Alemanha

Berlim, 1º mai (EFE).- Quatorze pessoas ficaram feridas e três foram detidas nesta sexta-feira em confrontos registrados na cidade alemã de Hamburgo entre a Polícia e militantes radicais, informaram hoje as autoridades locais.

EFE |

Berlim, 1º mai (EFE).- Quatorze pessoas ficaram feridas e três foram detidas nesta sexta-feira em confrontos registrados na cidade alemã de Hamburgo entre a Polícia e militantes radicais, informaram hoje as autoridades locais. Os confrontos ocorreram ontem à noite, nos frequentes atos prévios ao dia 1º de maio que muitas vezes são o primeiro evento de uma série de distúrbios que costuma ter Berlim e Hamburgo como palcos. Segundo a Polícia, cerca de 150 manifestantes radicais atearam fogo a móveis, tábuas de madeira e restos de lixo na rua. Depois lançaram pedras e garrafas contra os policiais. As fontes policiais acrescentaram que os feridos são um transeunte que recebeu uma pedrada na cabeça e 13 agentes. Em Berlim, houve incidentes isolados em alguns bairros durante a noite de Walpurgis (de 30 de abril para 1º de maio), uma festividade pagã realizado nas regiões central e norte da Europa. No bairro de Friedrichshain, policiais foram atacados com garrafas e copos de cerveja. Em Berlim-Schöneweide, dois neonazistas foram detidos. Um porta-voz da Polícia disse que, apesar desses incidentes, a noite na capital alemã foi mais pacífica do que em outros anos. Em Bremen, por outro lado, foram incendiados dois carros da Polícia. Para hoje, se espera em Berlim uma manifestação de três mil ultradireitistas e uma outra manifestação de quase dez mil extremistas de esquerda, segundo o titular de Interior da capital alemã, Eberhard Körting. A Polícia teme possíveis atos de violência e montou um esquema de segurança com seis mil agentes para manter os dois grupos separados. EFE rz/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG