Estado de São Paulo está pronto para ser parte da solução , diz Serra em Copenhague - Conferência Climática - iG" /

Estado de São Paulo está pronto para ser parte da solução , diz Serra em Copenhague

COPENHAGUE - O governador de São Paulo, José Serra, participou nesta terça-feira de um evento paralelo na conferência climática da ONU que teve como objetivo ressaltar a importância de governos estaduais no combate ao aquecimento global. O evento contou também com a participação do governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger. Acredito que a redução das emissões de gases do efeito estufa sem prejudicar o desenvolvimento é possível. O crescimento econômico, e digo isso também como economista, não precisa necessariamente causar mais emissões, disse Serra.

Carolina Ribeiro Pietoso, de Copenhague |

O governador relatou que o Estado de São Paulo emitiu 5% do total de gases causadores do efeito estufa do Brasil em 2005 - ou cerca de três toneladas de CO² per capita. "Um número relativamente pequeno se comparado ao de países desenvolvidos e apenas um quarto das emissões brasileiras", explicou. Mesmo assim, segundo ele, o Estado já adotou inúmeras medidas e "há mais a ser feito para combater a mudança do clima".


José Serra discursa em Copenhague / Carolina Ribeiro Pietoso

"Vim a Copenhague porque São Paulo está preparado para ser parte da solução e espero que os chefes de Estado aqui presentes façam o mesmo", disse Serra, ao concluir seu discurso. O governador afirmou que "os Estados têm um papel crucial no combate ao aquecimento global impulsionado por seus governos nacionais".

O governador também ressaltou o papel de São Paulo na produção de biocombustíveis, afirmando que o Estado é responsável por um quinto da produção desses produtos no mundo. "O uso de carros híbridos aumentou na região, e atualmente cerca de 50% da energia produzida no Estado é renovável", disse.

Para ele, a descoberta de petróleo no pré-sal, em área onde também está São Paulo, representa um novo desafio para reconciliar desenvolvimento com  descarbonização. "O uso de biocombustíveis será fundamental em uma nova economia verde", afirmou.

Sobre o que espera como resultado final para a Conferência de Copenhague, Serra afirmou que os países ricos, "que mais poluíram (historicamente)", devem contribuir com "pelo menos US$ 140 bilhões nesta conferência". O acordo final, para ele, tem de ser "forte, legalmente vinculante e ousado".

"Esta COP já é um sucesso"

Animado, o governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, comparou o processo de combate às mudanças climáticas ao conto do "Patinho Feio". "Essa é uma história de transformação, de luta contra aquilo que parece impossível", afirmou.

Schwarzenegger disse acreditar no poder que pequenas entidades e indivíduos têm para se unir e causar mudanças. "A ONU já anunciou que 80% dos cortes de emissões dependerão dos governos subnacionais", disse. "Então temos de agir e já estamos agindo para fazer parte da mudança."


Schwarzenegger participa de evento em Copenhague / AP

"A Califórnia é a sétima maior economia do mundo e responsável por grandes tendências, por isso o que fazemos é importante", disse o governador ao relatar os esforços do Estado em combater o aquecimento global.

Ao contrário de Serra, Schwarzenegger ressaltou que Copenhague não será um fracasso mesmo que não se chegue a um acordo. "Kyoto mudou as coisas ao mostrar que era necessário um novo pensamento. Copenhague nos fez parar para pensar novamente e nos mostrou casos e exemplos que já estão funcionando", disse.

"Esta COP já é um sucesso", disse Schwarzenegger, antes de encerrar seu discurso com uma famosa fala de um de seus filmes: "Eu voltarei."

O governo de Schwarzenegger se comprometeu há três anos com uma redução das emissões em 30% até 2020, em relação aos níveis de 1990, e adotou inúmeras iniciativas ambientais nesse período.

Os governadores foram apresentados pelo Secretário-Executivo da Convenção do Clima, Yvo de Boer, que disse que "em um momento no qual a COP15 se aproxima de um importante estágio final, que contará com a presença de ministros e líderes mundiais, estes governadores não esperaram por um protocolo para pôr em prática ações reais de redução e combate à mudança climática".

Leia mais sobre Conferência de Copenhague

    Leia tudo sobre: conferência climática

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG