EUA tentam destravar COP15 com chegada de Obama

COPENHAGUE Os EUA deram hoje um primeiro passo para tentar destravar as negociações na Cúpula da ONU sobre a Mudança Climática (COP15), em Copenhague, diante da chegada amanhã do presidente americano, Barack Obama, para o encerramento da reunião.

EFE |

AP
Barack Obama embarca no Air Force One rumo a Copenhague
Barack Obama embarca no Air Force One rumo a Copenhague

A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, anunciou que os EUA contribuirão para o "esforço global" dos países ricos de destinar US$ 100 bilhões anuais a partir de 2020 para combater a mudança climática.

Porém, Hillary condicionou o financiamento a um acordo firme que envolva o compromisso e a transparência dos países emergentes, como a China.

Segundo a secretária, não devem existir dúvidas sobre o compromisso dos EUA de alcançar um acordo bem-sucedido em Copenhague.

Para a chanceler alemã, Angela Merkel, o anúncio americano foi um "grande passo adiante" rumo a um acordo na cúpula, e foi aplaudido também pelo vice-ministro de Assuntos Exteriores chinês, Es Yafei.

Obama chega amanhã a Copenhague acompanhado por seis membros de seu gabinete, numa demonstração de que a nova Administração americana quer dar a importância à defesa do meio ambiente.

A COP15 começou no último dia 7 com o objetivo de conseguir um acordo para cortar as emissões de gases do efeito estufa e frear o aquecimento global, mas quase não avançou em 11 dias de debates. EFE ik/bba

    Leia tudo sobre: barack obamacopenhague

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG