Com Al Gore, evento anuncia aumento do nível do mar em um metro até 2100

COPENHAGUE - O ex-vice-presidente dos Estados Unidos e famoso ativista da mudança do clima Al Gore participou de um evento paralelo à conferência climática da ONU nesta segunda-feira. O evento foi realizado para a apresentação de dois relatórios sobre o derretimento das regiões geladas do planeta. Um deles revelou que o nível do mar aumentará em pelo menos um metro até 2100, deslocando milhões de pessoas.

Carolina Ribeiro Pietoso, de Copenhague |

AFP
Al Gore participa de evento em Copenhague

Al Gore participa de evento em Copenhague

"Estamos falando aqui apenas dos problemas causados pelo derretimento do gelo das regiões polares e montanhosas do planeta", disse Al Gore. "Milhões de outras pessoas sofrerão com secas, falta de alimentos e outros problemas decorrentes do aquecimento global".

Segundo Dorthe Dahl-Jensen, uma das cientistas responsáveis pelo relatório, intitulado "Melting Snow and Ice - A Call For Action"
(Derretimento da Neve e do Gelo - Um Pedido de Ação, em tradução literal), o derretimento do gelo advém primordialmente do aquecimento causado pelas emissões de CO2 que os estudos mostram vir 85% de combustíveis fósseis e 15% da manutenção da contribuição de florestas.

"A concentração de CO2 está acumulando e criando mais calor", explicou All Gore. "Nós precisamos agir com base nos dados científicos concretos que temos hoje para impedir um cenário ainda pior".

Além do aumento do nível do mar, o derretimento das regiões geladas podem causar inúmeros outros problemas para o equilíbrio ambiental do planeta. De acordo com o relatório, 85% da energia solar que entra no planeta é refletida pelo gelo e sem ele esta energia será absorvida pelos oceanos, modificando correntes e alterando ainda mais os padrões climáticos.

Na apresentação do outro relatório, sobre o derretimento na região da Groelândia, o cientista Michiel van den Broeke afirmou esperar que "todas as pessoas se alarmem com estes dados". Segundo ele, "as camadas de gelo são um gigante adormecido que nós despertamos com nossas emissões causadoras do aquecimento do planeta e que irão gerar problemas imensos à vida do ser humano na Terra".

Ao final do encontro os relatórios foram entregues à embaixadora norueguesa Gro Halem Brundtland, que os apresentará ao Secretário-Executivo da Convenção do Clima Yvo de Boer. "Eu agradeço, e tenho certeza que De Boer também os parabenizará, pelo esforço que foi feito para se chegar a dados conclusivos sobre o efeito do aquecimento global no derretimento das regiões geladas do planeta", disse ela.

O evento paralelo aconteceu na sala Niels Bohr às 13h desta segunda-feira. Al Gore não falou sobre a COP15 ou qualquer outra negociação em andamento na conferência. Ele não se dirigiu à imprensa e deixou o Bella Center assim que o evento acabou.

Al Gore recebeu o Prêmio Nobel da Paz em 2007 por seu trabalho no combate ao aquecimento global. Ele compartilhou o prêmio com o Painel Intergovernamental para Mudanças Climáticas da ONU (IPCC, na sigla em inglês).

Leia mais sobre aquecimento global

    Leia tudo sobre: aquecimento global

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG