China bloqueia negociações em Copenhague, diz Sarkozy

COPENHAGUE - O presidente francês, Nicolas Sarkozy, disse nesta sexta-feira, na Conferência Climática da ONU, em Copenhague, que os avanços nas negociações entre os países por um acordo climático estão travadas pela China.

Carolina Ribeiro Pietoso, de Copenhague |

O presidente francês afirmou ainda que a União Europeia e os Estados Unidos "estão alinhados" nas negociações de Copenhague. Sarkozy falou brevemente aos jornalistas após uma reunião não programada nesta sexta-feira com o presidente Barack Obama e outros líderes do mundo em uma tentativa de última hora para criar um acordo climático.

O presidente afirmou que a China está colocando bloqueios nas negociações para um acordo de redução de emissões de gases que causam efeito estufam.

"Agora está nas mãoes dos países em desenvolvimento, principalmente a China, mas também a Índia, aceitarem maior transparência em projetos que sejam patrocinados com investimento externo para que saia um acordo robusto", disse Sarkozy.

A delegação chinesa deixou a sala de reuniões sem fazer comentários à imprensa.

As conversas informais entre os líderes do mundo atrasaram a abertura da sessão ordinária do último dia das duas semanas da conferência climática da ONU.

A reunião de Copenhagen é a 15ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, conhecida como COP-15. A Organização das Nações Unidas (ONU) começou a discutir as mudanças climáticas em 1972, num grande evento em Estocolmo, Suécia. Os encontros se tornaram anuais em 1995, com a COP1, ocorrida em Berlim. A COP-16 ocorrerá em dezembro de 2010, na Cidade do México.

Leia também:

Leia mais sobre Conferência de Copenhague

Leia mais sobre acordo climático

    Leia tudo sobre: acordo climático

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG